segunda-feira, 8 de abril de 2013

Poema: Umbanda, Sagrada e Linda Umbanda


     Sem entender o que buscar,
 sem saber para onde ir,
 precisando ter algo para amar,
 precisando de um caminho a seguir.

     Busquei em sonhos de ilusão,
 busquei em templos igrejas em geral,
 ouvi pastores, padres e até um ancião,
 mas nada me mostrava a diferença do bem e do mal.

     No peito a angústia crescia,
 um desespero tomava conta de mim,
 já não suportando o dia após dia,
 sentindo a esperança chegar ao fim.

     Com lágrimas aos olhos ao céu eu clamei,
 preciso urgente que me mostre um caminho,
 do céu então uma voz escutei,
 não se desesperes pois não estás sozinho.

     Em toda sua volta tens uma proteção,
 basta apenas ter fé para conquistar,
 e uma a uma colocarei em teu coração,
 que a partir de agora tu passarás a amar.

     Para seu coração se acalmar,
 eu lhe apresento Oxalá,
 que é pai supremo da terra e do mar,
 sendo também pai de todos Orixás.

     Para que venças as guerras da vida,
 Pai Ogum, vou lhe apresentar,
 cavaleiro supremo da terra querida,
 bravo General dos Campos do Humaitá.

     Para que tu valorize as águas límpidas do rio,
 veja aqui a deusa linda e honrosa,
 Oxum, Orixá linda  cheia de brio,
 mãe sublime bela e carinhosa.

     Para que sua fé cresça na sagrada justiça,
 Pai Xangô desejo lhe apresentar,
 poderoso Orixá de inteligência infinita,
 voz de trovão grande poder para nos ajudar.

     Para que respostas do vento possas escutar,
 que seja noite, tarde, ou mesmo manhã,
 lhe apresento linda jovem divina Orixá,
 doce sublime guerreira mãe Iansã.

     Pai Oxossi agora te apresento,
 para as forças das matas tu conquistar,
 ele está contigo a todo momento,
 não temas pois ele nunca vai lhe abandonar.

     Para que tu sintas o poder sem igual do mar,
 apresento a ti uma irradiante Orixá,
 deusa das águas com grande poder de amar,
 rainha sereia, a linda mãe Iemanjá.

     E se algum dia os males de uma doença lhe abater,
 ao grande Orixá Obaluaiê peça proteção,
 e se mesmo assim seu corpo a terrível  doença não suportar,
 rogue a pai Omulú que não deixe seu espírito na escuridão.

     Nos momentos que desejares clareza de algo a fazer,
 em tempos que precisa de sabedoria para refletir,
 lhe apresentarei a senhora Nanã Buroquê,
 a vovó Orixá que nunca erra como agir.

      Quando sorrir e brincar estiver precisando,
 Erês e Ibeijadas irei lhe mostrar,
 são entidades anjos que por nós estão sempre clamando,
 com sua alegria, carinho e seu grande poder de amar.

     Também os Pretos Velhos desejo lhe apresentar,
 pois com eles muito vais com certeza  aprender,
 com carinho e humildade muda seu jeito de pensar,
 nos faz estender as mãos e ajudar partilhando sem querer receber.

     Se algum dia a angústia tomar conta de seu coração,
 sem os irmãos caboclos não deve ficar,
 são Entidades lindas para sua proteção,
 que com passes e ervas, a angústia vai derrubar.

     Para sua força crescer e a vitória vir por inteiro,
 essa Entidade tem que a seu lado permanecer,
 lhe apresento o Senhor Boiadeiro,
 que com raça e perseverança os obstáculos irão sempre vencer.

     Para proteção nos caminhos da noite conseguir,
 e as demandas e mandingas do mal você  vencer,
 os irmãos Exús e Pombo giras você tem que admitir,
 que são eles que vão a sua caminhada proteger.

     Como você pode nesse momento notar,
 acabei de te mostrar que não estais sozinho,
 grandes proteções terás para te iluminar,
 então erga sua cabeça e segues teu caminho.

     Vá em frente  sem se amedrontar,
 siga com certeza essa linha de vida,
 eu sou Zambi ou Deus, pai de Oxalá,
 e estou mostrando a ti nossa Umbanda Querida.


     Homenagem a Umbanda, Sagrada e linda Umbanda.

     Autor: Carlos de Ogum.

22 comentários:

Bruna Eduarda disse...

Lindo!

Anônimo disse...

Lindo poema, parabéns Carlos de Ogum, grande escritor e excelente Pai de
Santo. Beijos e axé. Mariane Motta.

Anônimo disse...

lindo poemo fiquei encantado

Anônimo disse...

Lindo Parabéns Carlos de Ogum

Anônimo disse...

Seus poemas são lindos meu pai. Parabens. Marcia

Anônimo disse...

Amo todos seus poemas Carlos de Ogum. Te adimiro demais como Pai de Santo e como escritor. Lindo demais. Catarina

Anônimo disse...

Lindo poema de nossa linda Umbanda

Anônimo disse...

Amei esse poema lindo. Saravá. Rosa

Anônimo disse...

Lindo demais. Parabéns Pai Carlos. Beijos com axé. Millene

Anônimo disse...

Lindo demais pai. Parabéns. Danielle.

Windy disse...

Que lindo. Nossa Umbanda merece. Parabéns Carlos, li todos os poemas um mais lindo que o outro

Sarah Medina disse...

Pai Carlos eu amo seus poemas, mas esse aqui eu me apaixonei demais. Lindo muito mais que lindo. Obrigado pai por essas linhas de luz.

Karol Macumbinha disse...

Poema lindo pai, estou lendo varios textos de seu blog, um mais maravilhoso que outro, acumulando informações divinas. Depois que ler vou comentar todos que li. Você é dez pai Carlos

Anônimo disse...

Ameeeeeeeei amo a Umbanda. Salve

Yara Jully disse...

Lindo parabéns

Sarinha disse...

Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii d+++++++++++

Safira disse...

Abençoada seja nossa Umbanda.

Jussara Meier disse...

Pai achei seu poema, Deus do céu que linda a sua visão sobre a Umbanda. Lindo demAIS. bEIJOS E AXÉ

Kleber Coutinho disse...

Lindo parabéns

Bianca Sampaio disse...

Que lindo poema pai. Amo a Umbanda. Sua benção

Angélica Anjinha disse...

Amei esse poema lindo. Amo ser umbandista

Paloma Cordeiro disse...

Lindo falar de nossa Umbanda assim. Saravá e axé a todos umbandistas. Pai Carlos parabéns por tanta coisa linda que escreve. Beijos

Postar um comentário

 
;