terça-feira, 30 de junho de 2015

Conhecendo Os Falangeiros De Oxum

             



    A um tempo atrás falamos dos Falangeiros de Ogum, meu Pai de
Cabeça. Hoje voltamos nesse tema sobre Falangeiros, no entanto vamos
falar dos Falangeiros de Oxum, que é minha Mãe de Coroa, e que tenho
muito orgulho por isso.

    Só para relembrar, Falangeiro é aquela Entidade que está somente
abaixo do Orixá, ele comanda as legiões de Entidades e Espíritos que
se afinizam na vibração do Orixá que os governa.
Em algumas casas podem também ser chamados de "qualidade do
Orixá".

    Os Falangeiros de Oxum são divididos da seguinte maneira:

Oxum Apará, Oxum Ijimum, Oxum Iápondá, Oxum Ifé, Oxum Abalu, Oxum Oxogbo, Oxum Ajagura, Oxum Yeye Oga, Oxum Yeye Petu, Oxum Yeye Karê, Oxum Yeye Oke, Oxum Yeye Olokô, Oxum Yeye Merin, Oxum Yeye Ayálá, Oxum Yeye Lokun e Oxum Yeye Odo.

Esses Falangeiros vem na seguinte vibração de Oxum com outro Orixá:

Oxum Apará: Trabalha em vibração com Ogum.

Oxum Ijimum: Trabalha em vibração com Iemanjá.

Oxum Iápondá: Trabalha em vibração com Oxaguiã (Oxalá Jovem).

Oxum Ifé: Trabalha em vibração com Xangô.

Oxum Abalu: Trabalha em Vibração com Omulú, Iansã, Ogum e Oxossi.

Oxum Oxogbo: Trabalha na vibração de Iemanjá e Oxalá.

Oxum Ajagura: Trabalha em vibração com Iemanjá e Xangô.

Oxum Yeye Oga: Trabalha em vibração com Nanã Buruquê.

Oxum Yeye Petu,: Trabalha em vibração com Ossãe.

Oxum Yeye Karê: Trabalha em vibração com Logum Edé.

Oxum Yeye Oke: Trabalha em vibração com Oxossi.

Oxum Yeye Olokô: Trabalha em vibração com Nanã Buruquê, Obaluaiê e
Oxossi.

Oxum Yeye Merin: Trabalha em vibração com Ibeiji.

Oxum Yeye Ayálá: Trabalha em vibração com Ogum.

Oxum Yeye Lokun: Trabalha em vibração com Iemanjá.

Oxum Yeye Odo: Trabalha em vibração com Omulú/Obaluaiê.


    Abaixo falaremos um pouco sobre as características de cada
qualidade ou Falangeiro.

    Antes de falarmos das qualidades de Oxum, frisarei alguns
apetrechos que muitas qualidades de Oxum usam. Vou explicar o que são,
para facilitar o entendimento.

Abebé: Leque metálico circular, que contém guizos, que é utilizado por
Oxum como instrumento musical e ao mesmo tempo como insígnia.

alfanje: sabre curvo, um tanto curto e de lâmina larga.

Ofá: Arco e flecha utilizada por Oxóssi como ferramenta e, com o qual
ele caça.

Erukerê: Cauda de animal.


Oxum Apará: Essa é considerada a mais jovem Falangeira de Oxum. Sempre
ligada a Ogum, ela é vista como a Guerreira. Em algumas regiões também
é conhecida com o nome de Oxum Opará. Ela leva uma espada na mão, e em
algumas vezes pode estar vestida da cor marrom avermelhada, mas
também se utiliza de vestes azul claro ou rosa claro. Muitos a
chamam de "Senhora da Espada". Ela por vezes é confundida com Iansã,
pelo jeito guerreiro. Essa Oxum é a dona dos objetos cortantes, sendo
dona da navalha. É Oxum Apará que dá visão ao Jogo de Búzios, pois
ela tem uma relação com o próprio Exú.

Saravá Oxum Apará.


Oxum Ijimum: Considerada uma velha Oxum, também conhecida por Ijimú,
Ijumú, Jumu,jumum Ou Ygemum. Ela normalmente se veste nas cores azul
claro ou cor de rosa. Leva nas mãos o Abebé e o Alfanje. Ela Também é
considerada como a rainha entre todas as Oxuns e senhora responsável
pelos Otás (pedras) e por tudo que vive no fundo dos rios. É dito que
essa Oxum tem o poder de segurar uma gravidez conturbada. Ela também é
a senhora da fecundidade
    Ela tem uma ligação fortíssima com Iemanjá, por essa ligação ela é
vista e considerada como a mãe das Oxuns.

Saravá Oxum Ijimum.


Oxum Iápondá: Característica principal de ser guerreira, essa Oxum
leva no seu nome a homenagem a sua cidade, Iápondá, na qual ela era
rainha. Ela tem uma espada na mão, e as cores de suas vestes são
amarelo ouro e branco. Ela também pode ser conhecida pelo nome de
Agokusi. Governa a criação infantil, sendo ela a senhora da
inocência, e por esse motivo costuma ter na barra da sua saia uma
faixa na cor azul. Ela também é relacionada ao fogo e a calunga
pequena.

Saravá Oxum Iápondá.


Oxum Ifé: Tem a força da cachoeira que cai da pedreira. Sua
demonstração de poder vem com a demonstração das quedas d'água e a
durabilidade da pedra. Com sua ligação com Xangô, se junta a
jovialidade com a experiência, fazendo assim uma força extrema. Suas
vestes tem tons amarronzados por entre o azul. É sabia e justiceira.

Saravá Oxum Ifé.


Oxum Abalu: Trabalha em Vibração com Omulú, Iansã, Ogum e Oxossi. Essa
é considerada uma velha Oxum, a que tem um dos mais antigos cultos
conhecidos. Ela normalmente se veste de cores claras, e está sempre
com seu Abebé e seu alfanje, em alguns rituais também pode estar com
um Erukerê nas mãos. É dito que ela é muito severa e autoritária, mas
sempre se acalma ao receber um ramo de hortênsias. É dito também que
ela anda junto com Omulú pelos quatro cantos do mundo em andanças de
curas a quem precisa.

Saravá Oxum Abalu.


Oxum Oxogbo: É o aspecto maduro da Orixá feminina. Muito vaidosa de
beleza extrema, também conhecida como Abotô, Yaboto, Botô ou Ogbo. Ela
está relacionada ao parto e ao nascimento, ajuda as mulheres a terem
seus filhos sem traumas. É a Oxum das nascentes dos rios e do encontro
das águas doces e salgadas. Tem o poder de centralizar o líquido
amniótico na gestação em grávidas para que não haja problemas com o
feto. Ela é protetora das futuras mães no período de gestação e também
ela que acompanha as mulheres no momento do parto. Ela se veste
predominantemente com a cor branca e alguns detalhes na cor amarelo ou
amarelo ouro e azul claro.

Saravá Oxum Oxogbo.


Oxum Ajagura: Também é considerada jovem. Tem muita força e beleza.
Trabalha sempre em busca da justiça. Também é conhecida como Ajajira.
Ela é a senhora de todas as aves de penas coloridas e também das aves
aquáticas e terrestres. Tem uma ligação muito forte com Xangô que
busca a vibração no fogo. Ela pertence a nação Nagô.

Saravá Oxum Ajagura.


Oxum Yeye Oga: Vista também como uma velha Oxum, tem muita ligação com
Nanã Buruquê. Ela sempre traz nas mãos um Abebé e um alfanje. Uma
característica comum é a proteção a seus filhos. Como uma boa
guerreira, a Oxum Yeye Oga nunca deixa uma luta para trás. É dito que
ela é um tanto ranzinza, implicante e cheia de manias. Representa a
mulher envelhecida e também a existência absoluta da humanidade, sendo
responsável por todo filho a partir dos 60 anos. Ela é protetora dos
idosos. Senhora das mandingas, vive nas florestas tomando conta de
mananciais.

Saravá Oxum Yeye Oga.


Oxum Yeye Petu: De culto muito antigo, sempre observada nas nascentes
dos rios e no interior das florestas fechadas. Tem a força das ervas,
protetora da fauna e flora. Muito ligada a Ossãe e a Obaluaiê. É dito
que ela é ingênua e sensual, suas vestes tem tecidos muito estampados
que predomina o amarelo. No seu trabalho com Obaluaiê é dito que ela
entra com ele nos rituais na Calunga Pequena.
A Oxum Yeye Petu é a guardiã dos segredos insondáveis, sobre ela pouco
se sabe e nada se diz. O simples pronunciar seu nome é revestido de
muito respeito e por muitas vezes considerado um grande tabu.

Saravá Oxum Yeye Petu.


Oxum Yeye Karê: Oxum guerreira jovem, lutadora, protetora e sempre
atenta. Ligação grandiosa com Odé Karé, ou Logun Edé como é mais
conhecido. É aquela que auxilia e comanda todo e qualquer movimento
ligado a abundância e também a fertilidade.
Ela tem o poder da mutiplicação do útero nos casos de gêmeos,
trigêmeos, etc.
Ela é a dona da bolsa de água e tem o direito de aumentar o espaço da
gestação.
Ela também é a rainha da caça e deusa da pesca, e aquela que mora
dentro das águas da cachoeira e ao mesmo tempo nas entradas das matas.
E a protetora dos caçadores noturnos, mas apenas os que caçam para se
alimentar, ou alimentar familiares.

Saravá Oxum Yeye Karê.


Oxum Yeye Oke: Uma jovem guerreira, com ligação ao povo das matas e a
Oxossi, carrega sempre um Ofá e um Erukerê. Tem como característica
principal a força e a vontade de lutar. Também conhecida como Loke,
Lê Iê Oke ou Eoqu Êh. Muito semelhante a Oxum Yeye Karê fazendo assim
que muitos confundam uma com a outra achando que são a mesma Oxum.
Ela se apresenta como guerreira, mas também é uma caçadora. Vive no
interior das matas e florestas. Se veste de amarelo ouro e por muitas
vezes pode trazer uma espada também nas mãos.

Saravá Oxum Yeye Oke.


Oxum Yeye Olokô: Suprema guerreira que vive nas florestas nos grandes
poços de água, considerada a padroeira do poço. Também conhecida como
Oxum Dôco.
É a Oxum envelhecida, um tanto ranzinza e cheias de manias, assim como
a Oxum Yeye Oga. Ela tem uma vibração grandiosa com Nanã Buruquê.

Saravá Oxum Yeye Olokô.


Oxum Yeye Merin: A Oxum Menina, tem como característica seu jeito
jovial, infantil. Tem toda concentração de vaidade, beleza e elegância
de uma Oxum, numa característica infantilizada. Sorriso meigo e olhos
brilhantes também chamam muito atenção nessa Oxum. Pode ser conhecida
também como Oxum Iperí, Oxum Ibeiji, Oxum Menina, Oxum Merimeri ou
Oxum Nova. É essa Oxum que protege os filhos nos possíveis períodos
de pragas. Muito justiceira, dando o poder de fazer justiça por contra
própria a seus escolhidos. É dito que essa Oxum era a que vibrava na
coroa de Mãe Menininha do Gantois.

Saravá Oxum Yeye Merin.


Oxum Yeye Ayálá: Oxum de forma envelhecida, aliás uma das mais velhas,
retém o poder com a bolsa lacrimal, manifestando através das lágrimas
tanto de alegrias quanto de tristezas, dando forças a quem passa
dificuldade na vida por qualquer motivo. Ela representa o sofrimento
e a dor através da lágrima, assim como representa a felicidade intensa
da mesma forma. Tem as cores azul claro e amarelo em suas vestes, é
adepta ao uso de ouro, metal que lhe pertence por direito na qual está
ligada de todas as formas.

Saravá Oxum Yeye Ayálá.


Oxum Yeye Lokun: Tem uma ligação muito grande com Iemanjá. A junção do
Rio com o Mar trazendo as forças das águas para vencer obstáculos. Ela
se veste com cores claras, traz nas mãos o Abebé e o alfanje. Ela
herdou o conhecimento do futuro que era só mostrado por Ifá. Tem o
poder da intuição, e por esse motivo muitos filhos a chamam de
"Senhora da Intuição.
Oxum Yeye Lokun, que também é conhecida como Popolokun, é revestida
por uma enorme aura de mistérios, tem a morada em lagoas profundas, e
a lenda diz que ela aprisiona em seu reino aqueles que se aventuram a
mergulhar em suas águas.

Saravá Oxum Yeye Lokun


Oxum Yeye Odo: Também conhecida como OXUN OKPAXE ODO e também como Totokusi. Tem ligação com o reino de Omulú. É dito que ela surgiu plainando nas águas do rio após ser morta. Tem vestes nas cores mais escuras que as outras Oxuns e auxilia os espíritos das pessoas que desencarnam por afogamento. Reinando nas nascentes dos rios, tem uma aparência semelhante a de Iemanjá. É dito que ela é a "Senhora dos Perdões".

Saravá Oxum Yeye Odo.

    Essas são as Qualidades ou Falangeiros dessa amada e poderosa
Orixá, que resumidamente mencionamos. Pois precisaria muito mais que
um texto para descrever tamanho poder dessa linha de falangeiros.

    Saravá a Falange de Oxum, Aieieu Mãe Sagrada!



Carlos de Ogum

33 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

Oxum é realeza, verdade que se cura. Na essência da doçura, Mãe de luz, tanta ternura <3

Salve minha linda Mãe Oxum,
Salve sua falange,
Aieieu!!!

Anônimo disse...

Salve mãe Oxum!!! Salve sua falange!!! Parabéns pelo texto!!!Priscila

Anônimo disse...

Pai Carlos, seu texto é muito legal. Gosto muito de Oxum. Foi bom saber
sobre essas falangeiras. Aieieu.

Anônimo disse...

Complicado entender tudo isso. Parabéns pelo texto.

Anônimo disse...

Já me falaram que tenho Oxum Apará. E eu nem sabia que existia. Seu
texto me ajudou muito. Beth.

Anônimo disse...

Seu Carlos homem pode incorporar uma falangeira de oxum? Pablo

Anônimo disse...

Excelente explicação Carlos. Amei cada falangeira dessa nobre Orixá.
Dessa minha mãe amada. Já não tenho palavras para elogiar tantas coisas
belas e inteligentes que você posta nesse divino blog, então vou te
dizer apenas uma coisa. Uma pena você não ser de meu terreiro. Parabéns.
Mãe Maria de Oxum.

Anônimo disse...

Divino Pai Carlos. Saravá Oxum.

Anônimo disse...

Amei todas as Oxuns, mas em especial a Oxum Apará. Parabens pelo
texto. Catarina Ramos.

Anônimo disse...

Estou gravida e agora vou me apegar a todas as falangeiras que regem
sobre a gravidez. Sarava. Michella Miranda.

Anônimo disse...

Texto muito explicativo. Saravá Oxum.

Carlos de Ogum disse...

Caro Pablo, sim! para as Entidades não ha esse tipo de intolerância. Tanto homens podem incorporar Entidades femininas, quanto mulheres as Entidades masculinas. Só os trejeitos serão diferenciados.

Paz e Axé!

Anônimo disse...

Salve todas as qualidades/falangeiras de minha mamãe Oxum.
Rafaella de Oxum

Anônimo disse...

Amei esse texto das falangeiras de minha mãe de coroa. Aieieu.

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto. Muitas lições dentro de seu blog. Rita de Cássia

Anônimo disse...

Fiquei analisando cada falangeira para ver se descobria qual era mais
o jeito que tenho. Muito dificil né. Paloma Vieira.

Anônimo disse...

Adoreiiiiiiiiii. Simplesmente sensacionaaaaaaal. Beeeeiijooos.
Claudinha.

Anônimo disse...

Cada qual com um jeito de ser e de agir. Por isso amo a Umbanda.
Saravá as falangeiras de Oxum.

Anônimo disse...

Amo Oxum, foi muito bom entender sobre as falangeiras dela. Aieieu, Vania

Anônimo disse...

Gostei de entender mais sobre minha mãe Oxum. Obrigadinho

Anônimo disse...

Quero saber qual meu falangeiro na linha de Oxum. Como faço? Cleide Frias

Carlos de Ogum disse...

Cara Cleide, deve se desenvolver em um terreiro de Umbanda para que seu Falangeiro se apresente, risque seu ponto e trabalhe em prol da caridade.

Axé!

Vitória de Oxum disse...

Aieieu Oxum. Pai Carlos falaram que eu sou filha de Oxum, isso foi no terreiro que eu vou. E disseram que minha falangeira é Oxum Apará, tem muita coisa comigo, mas nunca veio será que um dia vai vir?

Anônimo disse...

Obrigado por esse ensinamento. Muito bom. Marcos

Anônimo disse...

amei saber mais sobre minha maezinha....

Anônimo disse...

ora yeyeo minha mãe Oxum Ajagura.. sarava minha mãe

Anônimo disse...

Saravá Oxum Ajagura. minha mãe forte e guerreira ora yeyeo minha mãe oxum Ajagura. stephanie de oxum

Anônimo disse...

Aieieu Oxum e seus Falangeiros.

Anônimo disse...

Salve minha Mãe querida Oxum. Ora ye ye o minha Mãezinha Oxum Menina. Amo de paixão. Obrigada Meu Deus por essa protetora em meu caminho.

Maria Carolina Mendes disse...

Salve Oxum Apará minha Falangeira. Aieieu.

Mayara Faraco disse...

Aieieu Oxum. Minha mãe me proteja com seus falangeiros.

Anônimo disse...

Aieieu falangeiros de Oxum.

Anônimo disse...

Aieieu Oxum Aieieu Falangeiros de Oxum

Postar um comentário

 
;