sábado, 30 de abril de 2016

POEMA A NANÃ BURUQUÊ - POR CARLOS DE OGUM

         



Senhora amada que ilumina o meu viver,
em sua busca estarei para me abençoar,
de suas lições entenderei o valor do ter e do querer,
sei que em teu coração estarei e tu vais me amar.

Vovozinha de todos os Orixás,
sua força pedirei que me conceda,
senhora suprema dos grandes jacutás,
minha amada Nanã que por mim sempre interceda.

Seus caminhos sempre irei seguir,
sua luz me oferta como flores em buquê,
comigo estarás desde meu nascer até o meu partir,
minha sagrada Orixá Nanã Buruquê.

Com sua serenidade me trará sempre a razão,
fazendo-me refletir minha caminhada,
elevando minha vida em oração,
me deixando protegido minha Orixá amada.

Seu carinho nos faz cada dia crescer,
seu olhar de avó nos resplandece,
sem tuas lições não saberei viver,
no frio dos obstáculos seu manto nos aquece.

Dizer que te amo talvez não bastasse,
pois o que sinto por ti é grande devoção,
sei que por menos me abençoasse,
mas quero, minha mãe, lhe dar meu coração.

Ser teu filho para mim é honra sagrada,
de joelhos a teus pés estarei,
seguirei teus caminhos minha mãe iluminada,
e sem tua proteção nunca ficarei.

Valei-me vovozinha de Aruanda,
me ilumine com suas estrelas benditas,
trazendo toda sua banda,
e me livrando das horas aflitas.

Saravando Nanã estarei eternamente,
espalhando esses gestos do carinho e do amar,
vendo meu semelhante feliz e sorridente,
com a proteção da senhora dos rios e do mar.

Seu brilho intenso nos traz paz no coração,
senhora divina dos pântanos e lodo do fundo dos mares,
grandiosa senhora bela vovó de todo Panteão,
rogamos suas bençãos e para que junto a nós sempre andares.

Sua magia santa nos faz ver uma nova vida,
seu Íbíri mágico é enfeitado com Búzios e sapê,
assim nos protege essa Orixá querida,
pois Nanã tem em sua saia rodada a força do dendê.

De braços abertos sempre estarei,
para lhe abraçar minha velha puritana,
e por terra nunca cairei,
pois sempre estarei em suas mãos Nossa Senhora Santana.

Em teu nome rogo a todos por saudação,
para homenagear essa bela flor em buquê,
amada das amadas que ilumina minha vida e meu coração,
saldando a ti grito, Saluba Nanã Buruquê.

Carlos de Ogum.


29 comentários:

Amanda disse...

Lindo Pai Carlos. Amei

Amanda disse...

Lindo Pai Carlos. Parabéns

Sarinha disse...

Maravilhoso. Salve minha mãe Nanã

Fátima Regina disse...

Belo poema Pai. Beijos e axé

Silvana Marinho disse...

Uma amavel e carinhosa homenagem a essa santa Orixá. Que as bençãos de
Nanã cubram de paz, amor e harmonia o autor desse lindo poema.

Rafaelly Garcia disse...

Salve Nanã Buruquê. Parabéns pelo lindo poema

Milleninha Flor disse...

Coisa linda de se ler. Amei Paizinho. Sempre espalhando esse dom que tem
de nos fazer feliz. Beijinhos e lindo axé.

Mara Sardinha disse...

Saluba Nanã, minha amada vovozinha. Salve Pai Carlos.

Maria das Graças disse...

Divinamente lindo. Saravá e saluba.

Anônimo disse...

Um amor de poema. Saravá

Silvana Gata disse...

Amei Pai. Saravá e salve Nanã.

Dayanne Esteves disse...

Parabéns pelo poema, amei mais esse. Um artista da Umbanda.

Anônimo disse...

Saravá Pai. Lindo poema. Sua bençao.

Rita de Cássia disse...

Queria ter esse dom. Coisa linda Carlos. Saluba Nanã.

Moniquinha disse...

Guardarei mais esse na minha coleção. Lindo lindo lindo

Samira disse...

Salve Nanã Buruquê. Parabens pelo poema ta lindo

Dirce Maranhão disse...

Saluba Pai Carlos. Sua homenagem a minha mãe me deixou muito feliz e
emocionada. Obrigado.

Claudinha disse...

Saravá a nossa vovozinha Nanã. Merecidamente homenageada por esse
lindo poema. Saluba.

Adriana Carla Marins disse...

Sua benção Pai Carlos, lendo seu lindo poema fiquei um tanto
emocionada me lembrando de minha mãe carnal que se foi a 2 anos, e tinha
Nanã na coroa. Tenho certeza que ela ia adorar essas linhas abençoadas.
Obrigado pelo carinho com minha amada Nanã.

Heloisa Santos disse...

Parabéns. Mais uma vez exaltando nossos amados Orixás. Saluba

Maria Luiza Pinho disse...

Adorei esse poema, pediria para fazer uma obra de artes dessas em
nome dos Caboclos. Saravá.

Fabiana Master disse...

Lindo Pai. Saudações do Terreiro Caboclo Tupinambá.

Anônimo disse...

Lindo poema. Saluba Nanã

Pamela disse...

Lindo demais. Salve Nanã Buruquê. Uma benção ter esse espaço

Anônimo disse...

Lindo

Karinna Dutra disse...

Salve Mamãe. Salve Nanã. Amo poemas, falando de minha Nanã então. Salve Pai Carlos.

Anônimo disse...

Lindo pai. Axé. Salve Nanã.

Karol Macumbinha disse...

Salve a maezinha Nanã. Lindo demais Pai. Saravá

Jocilene Bayer disse...

Salve Nanã Buruquê.

Postar um comentário

 
;