quinta-feira, 10 de novembro de 2016

O que é Sacudimento na Umbanda

               

    Na Umbanda existe alguns rituais que muitos Zeladores ou mesmo o
médium incorporado indicam, porém muitas vezes não explicam o que se
refere tal coisa.

Por muitas vezes fui procurado por consulentes para sanar tais duvidas
que ficaram após uma consulta com uma Entidade incorporada em um
médium qualquer em uma casa de Umbanda. Entre diversas dúvidas
demonstradas a que mais me chamou atenção foi o "Sacudimento" na
Umbanda, pois muitos Pais, Mães de Santo indicaram e já marcaram de
fazer em algum consulente, e não explicou o que era, então o amigo
consulente sai da casa um tanto apreensivo, desconfiado, e as vezes
até assustado.

    Por esse motivo hoje vamos falar de Sacudimento na Umbanda, tentar
esclarecer diversas dúvidas para que os amigos que nos acompanham no
blog, não mais tenham dúvidas ou receios quando à eles forem indicado
esse ritual.

    O sacudimento é uma limpeza espiritual feita de forma com que não
se deixe nada com a pessoa necessitada deste. Muitas casas
chamam de "a limpeza profunda", na qual tem uma enorme eficácia.

    O sacudimento é bem semelhante a um ebó completo, um grandioso
descarrego, que ao mesmo tempo é uma reorganização energética de
grande valia.

    O sacudimento pode ser feito em pessoas ou ambientes com muitas
cargas negativas, que normalmente já foi tentado outras maneiras de
limpeza, que não deram o resultado satisfatório.

    No sacudimento podem ser utilizados inúmeros materiais, tais como
ervas, frutas, verduras, flores, velas variadas, água do mar, do rio,
de cachoeira, sementes de vários tipos, podem ainda ser solicitados
algumas comidas de Orixás, e alguns ebós.

    Como é visto e percebido, não é um ritual fácil de ser feito, por
esse motivo somente o Pai ou Mãe de Santo deverá solicitar e indica ao consulente essa limpeza, pois o único modo de saber a necessidade
desse trabalho de energização e limpeza, e saber quais os tipos de
energias estão atrapalhando uma pessoa na Umbanda, é através de uma
consulta minuciosa feita com as Entidades de Luz de um Pai ou Mãe de
Santo, que irá ver qual a real necessidade, podendo ser indicado esse
ritual no próprio terreiro, ou nos ambientes da natureza, como as
praias, as matas, ou nas cachoeiras.

    Normalmente esses ritos são feitos em pessoas muito carregadas com
cargas de extrema negatividade, ou desenergizadas, que sofrem com
doenças físicas ou psíquicas. Esses rituais são feitos passando os
elementos recomendados pelo corpo da pessoa para que haja
uma transferência de energia do corpo e da aura para os elementos, e
assim ao ser feito e terminado o trabalho, as pessoas são beneficiadas
e tem uma melhora significativa em todos os sentidos, retirando de
seu caminho, de seu corpo, de seu espírito e de sua aura os espíritos
sem luz, como Kiumbas, Eguns, Zombeteiros, pode ser retirado também
maldições, feitiços, pragas, invejas, e todo tipo de carga negativa
que possa estar na vida dessa pessoa.

    O sacudimento, como podemos observar, é um procedimento muito
importante na Umbanda, e desde que nasceu a religião é feito pelos
antigos Pais de Santo, e que na realidade hoje é uma prática bem menos
vista.

    Em muitas casas a tradição segue uma regra de sacudimento que
descrevo abaixo, porém essa colocação descrita é apenas para ilustrar
nosso texto, pois cada caso é um caso, e se deve seguir as regras da
casa e do Zelador que solicitou esse sacudimento.

    Normalmente é feito uma roda de pemba, nas extremidades pode ser
feito um raio, uma estrela, ou uma cruz. No centro é feito a estrela
de cinco pontas, ou o que a Entidade responsável solicitar. Dentro das
marcações se deve colocar um elemento, ou seja, pode ser velas, coité
com água, pedras, ou o que for sugerido a ser feito. Normalmente, é
colocado quatro elementos, pois o quinto será a pessoa em questão a
receber o sacudimento. Dentro de terreiros que no centro tenha um
firmamento, é aconselhável fazer em cima dela, sendo fora do terreiro,
sempre se deve escolher um local apropriado, fazendo o círculo na
saída do mesmo. A frente para a direita. coloque três pedras maiores
que sejam de uma cachoeira, ou rio, ou pedreira.

    Quando é feito o sacudimento familiar, onde se encontram várias
pessoas que farão esse sacudimento, se deve ser feito uma por vez,
pois as outras não devem ver o que será feito por causa das más
energias.

    Quando estiver tudo preparado, se deve colocar a pessoa dentro da
roda de pemba, passar o buquê de folhas por todo o corpo da mesma, e
ao passar bater três vezes esse buquê ao chão fazendo a oração, ou as
frases devidamente instruída pela Entidade responsável.

    Normalmente a pessoa e conduzida pelas mãos a passar pelas pedras
que estão fora da roda de pemba. Isso para ser renovado as energias
boas do corpo, do espírito, da mente e da aura, pois ao serem
retiradas as energias ruins, podem deixar a pessoa um pouco
debilitada, pelo costume de estar com essas energias, porém ao ser
reabilitado as energias boas, tudo volta ao normal, sendo claro com
sentimentos bons, e não a força da carga negativa. Friso também que
todo esse ritual deve ser feito com a pessoa descalça, para que as
cargas negativas saiam pelas plantas dos pés, e na renovação, busquem
a força do terreiro e da terra.

    Diz a lenda que um sacudimento não deve ser feito
gratuitamente, porém é aconselhado a não cobrar quantias em espécie,
sempre é recomendado pedir algo para o terreiro, como velas, fumo,
defumadores, pembas, ou qualquer coisa dessa referência, sendo essa
com certeza a melhor maneira de cobrar por esse ritual. Claro que
também pode ser feito sem nenhuma cobrança, forma mais caridosa de
se pensar e agir, e a forma que eu recomendo com louvor, porém, só
frisei essa colocação da cobrança, para mostrar que os antigos Pajés
africanos faziam esse ritual, e recebiam galinhas, ovelhas, grãos
entre outras coisas, e faziam dessa forma para que as pessoas não
duvidarem do trabalho deles. Tradições estranhas, mas devemos
respeitar.

    Normalmente as folhas para serem feitos os buquês de sacudimento,
são as de mangueira, de goiabeira, de aroeira, de eucalipto, de
mamona, entre outras.


    Para finalizar gostaria de expressar duas coisas:

Não é recomendado fazer o sacudimento sem uma verdadeira causa. Nem
todas as doenças são espirituais, devemos manter nossa mente limpa, compreender que devemos ter o acompanhamento de um profissional na área de saúde terrena. Nem tudo que nos acontece é causa de
feitiçaria, bruxaria, ou obsessores. Muitas coisas que passamos é para
nosso crescimento espiritual, é algo de nosso merecimento, de nosso
destino. Muitos erros que temos é o motivo de estarmos em situação
difícil, e isso nada mais é que nossa própria culpa, portanto devemos
saber dividir bem as coisas, antes de solicitarmos um sacudimento.

Muitos falsos Zeladores de Santo indicam sacudimentos sem nenhuma
necessidade, sem ter uma razão verdadeira, sem ter ao menos consultado
as indicações de uma Entidade de Luz, e isso é feito assim para que
possam de uma forma desonesta cobrar grandes valores a seus
consulentes, mostrando fatos inexistentes, apenas para amedrontar a
pessoa e assim chegar ao objetivo final, que é lesar essa pessoa
economicamente.

    Portanto, muito cuidado quando for indicado um sacudimento, observe
sempre as intenções de quem a recomendou, e claro, não deixe ser
induzido.

    E para aqueles que realmente necessitam de um sacudimento, que os
Orixás os abençoem e retirem todas as mazelas e sentimentos ruins.

Que assim seja!

Carlos de Ogum

36 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

Texto muito explicativo, Dindo. Não conhecia esse ritual de limpeza.
A Umbanda é um ensinamento eterno mesmo.
Axé!

Angelica Santos disse...

Muito legal esse texto vivendo e aprendendo.

Fabricia Gata disse...

Acho que preciso fazer um sacudimento. Gostei muito do texto.

Carina Maia disse...

Muito bem explicado pai. Saravá.

Juliana disse...

Belo texto de ensinamento. Para mim foi uma lição que desconhecia

Anônimo disse...

Texto de grande luz para quem necessita de uma limpeza assim parabens pai

Anônimo disse...

Belo texto. Parabéns

Ana Maria disse...

Sacudimento é algo que nos alivia e retira todos obsessores. Eu ja fiz
e foi maravilhoso

Anônimo disse...

Bençao e luz para nos pai. Obrigado pelo texto

Luiz disse...

Muito bom entender sobre sacudimento. Adoreeeeei.

Janaina Andrada disse...

Lindo e maravilhoso ritual de limpeza. Saravá.

Renata Marcondes Faria dos Santos disse...

Abençoado ritual de luz que retirou todas as minhas mazelas. Saravá
saravá saravá.

Fátima Novaes disse...

Saravá pai Carlos de Ogum. Sou do RN e gostaria de ter essa limpeza.
Desculpe mas seu terreiro é onde?

Amanda disse...

Querido Carlos, meu nome é amanda, sou aquela moça de BH que estava
com grandes problemas espirituais, e lhe mandou um email desabafando
sobre tudo, e na época você recomendou uma limpeza assim, e até buscou
um conhecido seu que era de um terreiro sério aqui de BH. Então, fui
lá, fizeram o sacudimento, e graças a Deus tudo melhorou. Minhas dores
espirituais sumiram, e agradeço a você com essa linda boa vontade e aos
trabalhadores da casa que fui. Beijos e axé.

Anônimo disse...

Que Oxalá abençoe esse maravilhoso ritual. Axé

Anônimo disse...

Que Oxalá abençoe esse maravilhoso ritual. Axé

Anônimo disse...

Queria ter a chance de ter uma limpeza assim, quem sabe minha vida
anda melhor.

Anônimo disse...

Vivendo e aprendendo. A Umbanda é linda

Anônimo disse...

Gostei demais de conhecer mais essa. Saravá.

Laura Schimit disse...

Já mandaram eu fazer algo assim mas não gostei pois tinha que ir em
uma encruza a meia noite com o pai e a mae de santo. Desisti, será que
deveria fazer Pai Carlos?

Mary Lopes disse...

Não conhecia. Gostei de aprender

Hugo disse...

Saravá e salve o sacudimento que é realmente uma bela limpeza de
aura e espírito.

Jade disse...

Olá pai minha avó era umbandista e sempre tinha essas limpezas na
casa que ela trabalhava, garanto que me sentia muito bem. Pena que minha
avozinha se foi.

Andreia Ferreira disse...

Pai Carlos, um pai de santo disse que eu precisava desse ritual, mas
nunca fiz. Acho que vou lá de novo buscar essa limpeza.

Cleber Macedo disse...

Salve pai. Muito bom texto sobre sacudimento

Karina Dutra disse...

Não conhecia esse ritual. Muito obrigado por mostrar o que é, adorei
paizinho. Queria fazer ai no seu terreiro. Beijos

Mary disse...

Pai Carlos de Ogum :-

Estamos há alguns anos onLine (rsss) e sinto-me uma pessoa mais do que abençoada. Cada vez que o senhor chega com a "Gira OnLine" no Twitter - como costumo falar para Meus filhos - e com todos esses textos que sempre nos trazem grande aprendizado.
Sinto muito muito a falta de estar em um terreiro, e lendo sobre "sacudimento" entendi o significado e por tantos pelos quais já passei, durante os 12 anos que frequentei uma casa de Umbanda... Somente não conhecia com essa denominação. Consegui me ver, através da vossa explicacao, a situação triste que cheguei no templo, depressão total, quase sem ter forças para caminhar... Mesmo recebendo tratamento com especialistas. Sendo levada literalmente pela família que já não acreditava que eu fosse me recuperar... Depois os "sacudimentos" aconteciam cada vez mais esporadicamente, mas sempre com resultados positivos muito visíveis.
Ainda sou uma pessoa que luta muito para entender sobre "merecimento" e "destino", mas sei que absolutamente tudo pelo que passamos é resultado de nossas escolhas, atitudes e a forma pela qual conduzimos nossa vida.
Felizmente conto com vossa paciência para minhas dúvidas, e com vossa bondade para me orientar na caminhada da evolução!
Belíssimo texto!
Caridade absoluta de cada médium e amor total dos queridos Orixás!
Grande Axé!! Muita luz e gratidão!

Carlos de Ogum disse...

Cara Fátima, nós somos de Petrópolis-RJ, infelizmente estamos um pouco distantes.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Cara Laura, sacudimento dessa forma não existe, não deve ser feito assim. Isso é invenção desses Zeladores de Santo.

Axé!

Anônimo disse...

Preciso urgente de uma limpeza assim

Anônimo disse...

Pai seu texto acendeu uma luz em minha vida. Eu creio que necessito desse trabalho de limpeza.

Papai Noel disse...

Bacana. Só que a maioria dos pais e mães de santo cobram quantias altas em dinheiro. 😒

Carlos de Ogum disse...

Caro "Papai Noel", realmente existem muitos falsos Zeladores que cobram quantias enormes por um sacudimento; porém, o consulente deve usar a sua inteligência e seu livre arbítrio para identificar que isso nao passa de má intenção desses falsos Zeladores e sair imediatamente de um terreiro direcionado por uma pessoa de baixo caráter assim. Todo consulente tem o livre arbítrio.

Axé!

Mary disse...

Adorei esse tema obrigado pai

Anônimo disse...

Texto muito esclarecedor! Parabéns! Muita luz!

Anônimo disse...

Gostei muito saravá

Postar um comentário

 
;