quinta-feira, 30 de março de 2017

Passes na Umbanda

                       

    Por muitas vezes, nós umbandistas assíduos, ou todos aqueles que
tem carinho pela religião umbandista, já levamos os chamados passes,
ou passes magnéticos quando estamos ou vamos em um terreiro.

    Esses passes são nos doados por Entidades de Luz, como por exemplo
por Pretos Velhos, Caboclos, Erês, enfim, todas as Entidades de Luz que
estão ali em prol da caridade, do amor e da paz.

    Também podemos receber essa benção de médiuns não incorporados,
mas que da mesma forma estão ali para doar o amor e a paz, além da
recuperação da saúde e das energias tomadas por obsessores, tanto
desencarnados quanto encarnados.

    A Umbanda segue a mesma linha do espiritismo, doutrina codificada
por Allan Kardec, que também tem a busca da base cristã, e se espelha
nas passagens do Evangelho na qual Jesus cura as pessoas e expulsa os
espíritos obsessores, usando sua fé e a imposição das mãos.

    A nomenclatura "passe" tem como originalidade vinda do
espiritismo, e nos dá a ideia de transmitir algo a quem necessita,
como energias tomadas por obsessores por exemplo.

    Sabemos que os espíritos atuam sobre os fluidos espirituais por
meio dos pensamentos e vontades, e ambos são para os espíritos
exatamente o que as mãos são para os encarnados.

    Apesar de uma pequena diferença entre os passes doados no
espiritismo (Kardecistas) e na religião Umbandista, da mesma forma os
passes são extremamente eficazes para aquele consulente que o busca
com amor, boa intenção e fé, portanto quando falamos de passe, o
importante na verdade é como será recebido esse passe, pois a doação
sempre virá de uma forma amorosa, caridosa e extremista de fé.

    Temos três tipos de passes mais conhecidos dentro da linha
espiritualista: Passe magnético, passe espiritual e passe misto.

    O Passe magnético é aquele que o médium faz a doação de apenas
seus fluídos utilizando a força magnética existente no próprio corpo
perispiritual.

    O Passe espiritual e uma fundada magnetização feita por Espiritos
 e Entidades de Luz, sem intermediários feito diretamente no
perispírito das pessoas enfermas e necessitadas. Neste passe a pessoa
necessitante não recebe fluidos magnéticos de médiuns, mas outros mais
finos e puros, trazidos dos planos superiores da Vida, pelo Espírito
ou Entidade que vai assisti-lo.

    Passe misto, é o passe onde se misturam os fluidos do médium com
os das Entidades de Luz ou Espíritos de Luz. O passe espírita/médium
objetiva o reequilíbrio orgânico (físico), psíquico, perispiritual e
espiritual do consulente.
Ele atua diretamente sobre o períspirito, revitalizando as energias
perdidas, eliminando fluidos negativos, auxiliando na cura de
enfermidades.


    A busca de passes por consulentes é com a intenção de melhorar seu
comportamento orgânico, psíquico e ou espiritual.

    É normal em uma doação de energias através dos passes, os médiuns
sentirem uma fadiga bastante elevada. Isso pois deixam claro indícios
de que houve uma grande transferência fluídica em benefício dos
consulentes necessitados.

    Dentro da Umbanda especificamente, o passe é o momento no qual o
consulente se dirige ao médium incorporado com uma Entidade de Luz, e
no caminhar da consulta, além de pedir conselhos espirituais, pedidos
diversos, o consulente recebe dessas divinas Entidades de Luz uma
benção em nome de Deus, que dentro do merecimento, sejam atendidos
naquilo que estão suas necessidades.

    Os passes na Umbanda são aplicados distintamente em relação a cada
tipo de linha. As Entidades de Luz manifestantes, aplicam diversos
métodos de acordo com a necessidade de cada consulente, se utilizando
dos recursos variados que as Entidades possuem.

    Os passes recebidos e doados com fé tem efeitos excepcionais,
variedades diversas, indo desde um breve alívio até a cura de
moléstias graves. Porém essas graças recebidas vão depender do preparo
do médium em repassar essas energias, do desenvolvimento mediúnico do
mesmo em deixar que aconteça a incorporação de Entidades de Luz sem
que interfira no tratamento através dos passes, também devemos levar
em consideração a fé de ambos, tanto do passista (médium) quanto do
paciente, e claro o merecimento desse consulente, pois não devemos
esquecer que cada um recebe dentro da medida de seu merecimento, e
entendemos que um encarnado pode bloquear ações positivas direcionadas
a ele próprio como consequência de seus maus sentimentos, de seus
pensamentos e ações de baixo teor de fé.

    Sabemos que muitos são merecedores de receber a caridade através
dos passes, porém não estão abertos a receberem emocionalmente,
psicologicamente ou mesmo religiosamente para receber o que a
espiritualidade possa oferecer, por vários motivos como a descrença, a
irritação, mentalidade crítica, e muitas posturas interesseiras
desfocada de um verdadeiro objetivo espiritual.

    Dentro da Umbanda o passe pode ser definido como uma aplicação de
um conjunto de forças espirituais divinas, pois além de explorar todos
os recursos possíveis de imposição das mãos, ainda se utiliza
elementos e técnicas variadas.

    Os passes cedidos a quem necessita não depende na primeira visão
do fato, do merecimento ou do recurso, pois a finalidade tanto dos
médiuns quanto das Entidades de Luz será sempre alcançar o êxito
maior, e a colocação da verdadeira necessidade, do verdadeiro
merecimento, da verdadeira fé, não cabe as Entidades de Luz, muito
menos dos médiuns fazerem o julgamento, pois isso e de
responsabilidade do Pai Maior, o nosso amado Deus.

    As Entidades sabem exatamente quais as técnicas que deverão
aplicar a cada tipo de necessidade, porém ao percebermos algo que
esteja fora da ética, do bom senso e do respeito, podemos afirmar sem
dúvida nenhuma que isso não faz parte do trabalho das Entidades de
Luz, e sim da mistificação de falsos médiuns que não foram preparados
para tal função.

    Devemos ficar atentos as regras umbandistas para os passes de
caridade, pois na Umbanda tem um conjunto de métodos e recursos
característicos da religião. Nesses métodos podemos observar rezas,
orações, evocações, invocações, determinações e recursos mágicos
religiosos associados a banhos, defumações, oferendas, entre outros
tipos.

    Dentre vários recursos que nos fascinam na Umbanda em relação aos
passes, podemos frisar o estalar de dedos que é bem característico em
todas as linhas de trabalho.

    Nossos amados Pretos Velhos dão passes estalando os dedos, fazendo
o sinal da Cruz, e colocando as mãos sobre várias partes do corpo do
consulente como a cabeça, costas, nucas, barriga, mãos, ombros. Eles
podem usar também em seus passes dentre outras coisas, velas,
crucifixos, ervas, fumo, óleo, essências. Tudo como uma forma de
transmitir energias espirituais positivas, acalmando, revitalizando,
estabilizando o consulente.

    O choque vibratório desencadeado no ar quando o dedo médio estala
sobre a região da mão chamada de Monte de Vênus causa vibração astral
e sonora despertando certa energia dentro do campo em que está
atuando. O estalar de energias assume contextos variados de acordo
com os objetivos desejados, através do pensamento e ou movimentos.

    Podemos ver também a benevolência dos passes serem feitas através
da imposição de uma vela segura por uma Entidade de Luz levando-a aos
chacras ou traçando alguns movimentos no ar, podendo também essa
Entidade colocar guias no pescoço dos consulentes, ou mesmo colocar
essas guias ao chão em formato de círculo, podem fazer pontos dentro
do mesmo, introduzindo ponteiros, pemba, fazendo gestos ritualísticos
com movimentos dos pés e mãos, e certamente tudo isso nos encanta.

    No estalar de dedos é dito que, em estudos recentes, foram
identificadas as energias que existem na ponta de cada um dos dedos da
mão, que são pequenos chacras ou vórtices de energia (chacrinhas),
e, o choque vibratório desencadeado no ar quando o dedo médio estala
sobre a região da mão causando vibração astral e sonora o que desperta
certa energia dentro do campo em que está atuando. Este Estalar de
Energias pode assumir contextos vaiados de acordo com o que esteja
associado, por meio do pensamento ou movimentos, conforme já foi dito
acima.

    Além deste contexto pode-se usar o estalar de dedos como um
simples gesto de descarregar as energias absorvidas pelas palmas das
mãos. Um caboclo ou outro espírito guia eleva sua mão ao alto (ou ao
lado) buscando certa energia que será irradiada ao consulente, num
movimento rápido, ao mesmo tempo em que transmite esta energia
positiva, retira os eflúvios negativos e os descarrega com um
estalar de dedos.

    Finalizando, os passes são de fato uma grande ajuda a quem
necessita, principalmente na retirada de cargas negativas, carmas
familiares, obsessão, vícios (juntamente com ensinamentos e a boa
vontade do consulente).

    Devemos sim buscar esse auxilio, mas buscar com fé, de coração
aberto, e confiança no resultado que ele dará. Tudo dependerá de nós
mesmos aceitarmos o auxilio das Entidades de Luz e assim receber a
verdadeira caridade.

    Que Oxalá e todos os Orixás nos concedam receber essa força
suprema em forma de passe doados pelas nossas amadas Entidades de Luz.

    Saravá Umbanda!

Carlos de Ogum

32 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

Passe é algo maravilhoso, dá um alívio danado <3
Texto maravilhoso!
Axé!

Amanda disse...

Maravilha de texto. Muito importante

Marcia Martins disse...

Pai sempre desejei aprender sobre passes, muito importante em nossa
caminhada. seu texto foi maravilhoso

Anônimo disse...

Carlos, muito divino esse texto. Todos de Umbanda deveriam ler

Anônimo disse...

Maravilhoso. Axé

Laila Marinho disse...

Os passes bem dados são maravilhosos para a libertação do espírito. Eu
me sinto muito bem.

Anônimo disse...

Adorei belo ensinamento

Silvana Peixoto disse...

Gosto muito de receber passes, principalmente dos Pretos Velhos. Salve a
Umbanda

Sara Peçanha disse...

Amei esse texto paizinho, sempre vou tomar passes me sinto levinha

Catarina Faraco disse...

Os passes são luzes de Deus que nos aquece o ser. Adoro de verdade.
Parabéns pelo belissimo texto

Anônimo disse...

Salve os passes na Umbanda.

Fabricio Pereira disse...

Muito bom texto. Salve os Passes e passistas.

Tatiana disse...

Gostei Pai, sempre vou ao terreiro com minha mãe e tomamos passes,
saimos bem demais. Bj

Anônimo disse...

Pai Carlos preciso muito de um passe. Estou tão triste.

Maria Amélia disse...

Senhor Carlos sou de Minas Gerais. Pergunto ao Senhor onde que é seu
terreiro, estava muito precisada de passes. Se for perto de minha região
gostaria muito de receber esses passes em sua casa.

Ana Lúcia disse...

Lindo demais os passes na Umbanda

Anônimo disse...

Maravilha de texto !!!!!!!! :)

Laila Marinho disse...

Os passes me tiraram da depressão, basta confiar. Saravá

Teresa Xavier disse...

Otimo demais pai. Adoro os passes qdo vou ao terreiro

Anônimo disse...

Saravá e salve os passes. Gosto muito

Daiana Fonseca Dias disse...

Me sinto muito bem em receber passes principalmemte de Vovó Catarina.

Fabiana Quartezane Freire disse...

Um texto simplesmente divino que fala de uma das coisas mais sagradas
da Umbanda. Saravá os passes e passistas.

Liliane Pozzato disse...

Salve os passes pai. Eu sempre recebo do Caboclo Sete Flechas.

Denise Gatinha disse...

Obrigado por mostrar a importancia dos passes. Saravá

Gata Black disse...

Amo de montaaaaaaaaao os passes os textos esse blog e pai Carlos.
Beijos.

Carlos de Ogum disse...

Cara Maria Amélia, somos de Petrópolis-RJ, infelizmente um tanto distante de sua região.

Axé!

Anônimo disse...

Meu irmão de fé na Umbanda, mais uma vez seu texto foi lindamente
bem explicado. Eu peço a Deus Pai que abençoe sempre os passistas de
nossas casas, são caridosos sem a busca de recompensas. Assim como você
ao escrever esses belos textos. Te admiro muito, e já tenho você como um
filho de minha casa, e se estivesse fazendo parte dela seria um grande
orgulho para mim. Obrigado meu filho adotado de Santo.
Mãe Maria de Oxum

Anônimo disse...

Salve os passes na Umbanda

Anônimo disse...

Divinamente bem explicado parabéns

Daiana Fonseca Dias disse...

Belissimo. Bençãos Pai.

Joyce disse...

Beleza de texto explicativo. Obrigadão

Anônimo disse...

Adorei. Salve

Postar um comentário

 
;