sexta-feira, 20 de julho de 2018 1 comentários

Banhos de Descarrego e Proteção para serem tomados na semana de: MÃE NANÃ BURUQUÊ.


 Resultado de imagem para nanã buruquê


    Seguindo os textos que estamos falando sobre os procedimentos para que possamos fazer banhos de descarregos e de proteção de um determinado Orixá no dia que saudaremos o mesmo.

    Hoje falaremos da mais velha Orixá, a avó de todos, a doce e sábia Nanã Buruquê, que é saudada no dia 26 de julho.

    Gostaria de esclarecer que esses banhos podem ser feitos por qualquer pessoa, sendo ela filha do Orixá ou não.

                        BANHO DE DESCARREGO.

    Em uma panela grande, colocar sete litros de água para ferver, após fervida, colocar as seguintes ervas:

Alfavaca.
Altéia Malvarisco.
Canela de velho.
Colônia.
Erva de passarinho.
Manjericão roxo.
Salsa da praia.

Quando começar a ferver a água, adicionar as ervas e mexer devagar em sentido horário com uma colher de pau, deixando em fogo baixo por uns três a cinco minutos. Desligar o fogo, tapar a panela e deixar em infusão por umas três horas. Coar. Pode aumentar a quantidade do banho com água do chuveiro. Após o banho normal, jogar desde a cabeça aos pés, pedindo à Mãe Nanã que traga proteção espiritual e física a você, retirando todas as perturbações presentes em sua vida. Faça uma oração oferecendo a Mãe Nanã fazendo seus pedidos com coerência.

As ervas que foram coadas do banho podem ser despachadas em um jardim ou em um rio de água corrente.

                         BANHO DE PROTEÇÃO.

    Esse banho deverá ser preparado no dia anterior pela manhã, e deve-se ferver em uma panela, sete litros de água. Após fervida adicionar um punhado das seguintes ervas:

Erva colônia.
Canela de velho.
Erva de passarinho.
Jasmim.
Manjericão roxo.

    Sempre mexendo em sentido horário e com uma colher de pau por aproximadamente cinco minutos. Após esse tempo desligar o fogo, tapar e deixar em infusão por seis horas. Coar, e após seu banho normal, jogar esse banho dos ombros até os pés. As ervas que foram coadas podem ser despachadas em um rio de água corrente ou em um jardim.

          BANHO TANTO PARA PROTEÇÃO QUANTO PARA DESCARREGO.

    Para fazer esse banho se utiliza os seguintes ingredientes:

Alfazema.
Manjericão roxo.
Ipê roxo.
Dama da noite
Folha da quaresma.
Salsa da praia.

    Ferver sete litros de água, após fervida adicionar as ervas, deixe o fogo baixo, e mexa com uma colher de pau em sentido horário. Faça isso por sete minutos. Após esse tempo, apague o fogo, tampe a panela, e deixe assim por sete horas. Quando for tomar esse banho, faça primeiro seu banho de higiene, pode adicionar água quente do chuveiro para ficar uma boa temperatura, jogar o banho de limpeza da cabeça aos pés. Faça seus pedidos com coerência juntamente com orações a Mãe Nanã Buruquê. Despachar as ervas em um jardim, no mar ou em um rio de água corrente.

                 BANHO PARA PROTEÇÃO E PROSPERIDADE.

    Em uma panela grande colocar três litros de água para ferver, após fervida colocar os seguintes ingredientes, mexendo sempre em sentido horário com uma colher de pau:

Canela de velho.
Dália vermelha.
Assa peixe.
Folha de berinjela

    Após fervida, apagar o fogo e tapar a panela deixando em infusão por seis horas. Coar, adicionar mais água, e após seu banho de higiene jogar esse banho da cabeça aos pés. Fazer seus pedidos com coerência, e fazer uma Oração a Mãe Nanã. Despachar os ingredientes coados no mar, ou em um jardim, ou mesmo ainda em um rio de águas claras.

BANHO PARA OS FILHOS DE NANÃ BURUQUÊ QUE ESTÃO EM DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO.
          (PARA ATRAIR A ENERGIA E A VIBRAÇÃO DE MÃE NANÃ)

Busque separar com antecedência as seguintes ervas e materiais:

bacia de louça branca.
Três litros de água Mineral.
Uma pedra da Orixá Nanã (ametista, rubelita, safira ou cacoxenita)
Cipreste.
Erva Cidreira.
Flores de ipê roxo.
Flores de manacá.
Flores de quaresmeira.
Folhas de hortelã.
Manjericão Roxo.

    Esse banho deverá ser feito um dia antes de ser utilizado. Pega-se a bacia branca coloque as ervas na quantidade que desejar e achar necessário, junto às ervas coloque a água mineral bem devagar, comece a macerar com cuidado, enquanto macera as ervas, faça uma oração a Mãe Nanã, pedindo proteção a ela, peça forças das águas, tanto dos rios quanto dos poços para restabelecer suas forças e energias, trazendo essas forças a sua Coroa.

    Deixe esse banho descansar com a pedra escolhida dentro dele, coberto com um pano branco, e principalmente onde ninguém possa mexer nele, pois esse banho só pode ser manipulado pelo filho que vai utilizá-lo.

    Importante: Esse banho não pode ser fervido, para esquentá-lo, caso desejar que fique em uma temperatura mais agradável, esquente um pouco mais de água em um recipiente não metálico e jogue junto à água do banho e as ervas maceradas no momento que for tomar o banho. Esse banho deve ser jogado da cabeça aos pés, após seu banho normal. Acenda uma vela lilás, e faça uma oração a Nanã Buruquê.

    As ervas que serão coadas desse banho podem ser despachadas em um jardim, em um rio de águas limpas ou em um poço profundo. A pedra deve ser utilizada como amuleto ao filho de Nanã Buruquê.


    A fé que estamos dispostos a demonstrar é que faz as firmezas desses banhos, façamos com boas intenções e extremo de fé.


    Salve a nossa vovozinha, senhora do saber e do compreender!

Saluba Nanã Buruquê!

Carlos de Ogum
terça-feira, 10 de julho de 2018 5 comentários

Conhecendo as Pombos Giras


          

 Resultado de imagem para pombo giras na umbanda

 

    Uma das mais encantadoras e chamativas Entidades de Luz da Umbanda é a Pombo Gira também chamada por "Pomba Gira" ou “Bombogira", mas independente como nos referimos a esse Anjo de Deus, ela vai estar ali, demonstrando seu carinho pelos consulentes, buscando espalhar caridade, luz e felicidade, tentando abrir caminhos, retirando obsessores, e mostrando que ela é uma Entidade verdadeiramente de luz, e não se pode ser confundida com a perversa imaginação humana, na qual falam que essa divindade é promiscua que só trabalha em prol da feitiçaria, de amarrações, ou qualquer coisa que esteja fora das regras da Umbanda. Tudo isso é apenas a falta de informação de seres encarnados, que com a sua ignorância espiritual, criou ou espalhou falácias mentirosas sobre as Pombos Giras.

 

    Devemos entender que nenhuma Entidade de Luz trabalha para o mal e sim sempre para combater o mal, espalhando o bem, a luz, a caridade e os caminhos abertos para nos reencontrarmos com Deus, e da mesma forma, sendo as Pombos Giras Entidades de Luz, elas trabalham em prol do bem de todos.

 

    Portanto, amigo consulente, não venha aos terreiros em Giras de Pombos Giras com intenções de pedidos sem nexo, ou sem noção, como amarrações, atrapalhar a caminhada de um semelhante, vinganças, pois certamente uma Entidade de Luz jamais fará isso, e sabemos que quando pregam isso em alguns terreiros, não é uma Entidade de Luz que está falando, é um médium mal preparado, ganancioso, vaidoso, que está tentando enganar o consulente se utilizando do nome de uma Entidade de Luz.

 

    Já ouvimos falar muitos nomes de Pombo Giras, e hoje vamos entrar mais nesse tópico, e falaremos um pouco sobre os nomes reconhecidos dessas Entidades divinas.

 

    Devemos entender que os nomes das Pombos Giras são simbólicos, e a maioria das vezes, com algumas exceções, eles são compostos pelo nome da falange à qual pertence o espírito e a função ou tipo de atividade que a entidade exerce nessa falange, assim como todas as Entidades de Luz.

 

    O Guia pode identificar apenas a falange à qual pertence de modo genérico. E abaixo um exemplo do que foi dito:

 

    A Entidade de Luz com nome de Maria Mulambo, ou mesmo Molambo, identifica a falange apenas.

 

    Se essa Entidade se apresentasse como "Maria Mulambo da Encruzilhada," estaria identificando a falange e a e atuação, ou seja, Maria Mulambo (falange) da Encruzilhada (onde atua).

 

    Porém as Entidades podem desejar identificar apenas a função, como por exemplo: Pombo Gira (sem dizer nome e nem falange) da Encruzilhada (onde atua).

 

    Quando não desejam identificar nem o nome, nem falange e nem atuação, podem dizer apenas "Pombo Gira", porém isso é temporário, pois quando o médium desenvolver para dar consultas, é obrigatório a Entidade dar seu nome, e riscar o seu ponto, mostrando todos os detalhes como irradiação, linha, atuação, tempo de divindade.

 

    Para nosso entendimento, quando um Guia identifica a falange e função de atuação, é que o médium está preparado para receber essas informações, e a Entidade de Luz está autorizada a fazê-lo.

 

    Porém vamos refletir em um fato um tanto complexo, prestemos atenção no exemplo abaixo:

 

    Maria Padilha da Encruzilhada identifica nome, falange e função de atuação, porém ainda assim fica muito simbólico e genérico, pois como sabemos existem centenas de Entidades que utilizam o nome de Maria Padilha da Encruzilhada.

 

    Nesses casos assim, sabemos que o nome real dessa Entidade na vida encarnada não é Maria Padilha, pois quando um espírito ingressa em uma falange ele deixa de usar a identidade própria, embora não perca sua individualidade e sua personalidade

 

    Vamos supor que uma Entidade de Luz que hoje trabalha em prol da espiritualidade e da caridade, em tempos passados fosse encarnada com o nome de Alice da Silva, e que por méritos próprios teve a benção de se tornar uma Entidade de Luz, ela não viria como "Alice da Silva Maria Padilha da Encruzilhada", ou seja, Alice da Silva (nome) Maria Padilha (falange) da Encruzilhada (função de atuação), nesse caso usaria apenas Maria Padilha da Encruzilhada, primeiro pela demonstração da falange que vai representar, e segundo pela própria homenagem a Maria Padilha chefe da falange.

 

    Então, para ficar bem claro, o Mentor de minha Coroa, por exemplo, Vovô Rei Congo, não é a mesma Entidade, que mesmo usando o mesmo nome, baixa em vários médiuns em diversos terreiros ao mesmo tempo.

 

    Entretanto, mesmo com a permanência da consciência individual do espírito, com suas histórias de existências várias e com sua carga de conhecimentos adquiridos nessas experiências, bem como seu nível de evolução moral, quando ele ingressa numa falange espiritual, seja de Pombos Giras Exús, Caboclos, Pretos Velhos, enfim, todas as linhas, ele agrega a vibração dessa falange à sua vibração perispiritual.

 

    Exemplo: um espírito que trabalhe como Pombo Gira Guardiã nas zonas do Umbral, como a Pombo Gira do Lodo, tem que ter seu perispírito preparado para enfrentar vibrações densas e deletérias dessas zonas purgatoriais.

 

    Agora abaixo vamos relacionar alguns nomes reconhecidos de Pombos Giras, para entendimento e conhecimento de todos, frisando que alguns estão com falange e função, outros só falange, outros só função e alguns sem falange e função.

 

FALANGE MARIA PADILHA:

 

Maria Padilha da Calunga Grande.

Maria Padilha da Calunga Pequena.

Maria Padilha da Calunga.

Maria Padilha da Encruzilhada.

Maria Padilha da Estrada.

Maria Padilha da Figueira.

Maria Padilha da Lira.

Maria Padilha da Praia.

Maria Padilha das Almas.

Maria Padilha das Portas do Cabaré.

Maria Padilha das Rosas.

Maria Padilha das Sete Cruzes da Calunga.

Maria Padilha das Sete Encruzilhadas.

Maria Padilha das Sete Figueiras.

Maria Padilha das Sete Navalhas.

Maria Padilha do Cabaré.

Maria Padilha do Cemitério.

Maria Padilha do Cruzeiro das Almas.

Maria Padilha do Cruzeiro.

Maria Padilha Rainha da Calunga.

Maria Padilha Rainha da Encruzilhada.

Maria Padilha Rainha das Sete Encruzilhadas.

Maria Padilha Rainha do Cabaré.

Maria Padilha Rainha do Cruzeiro.

Maria Padilha Sete Facas.

 

FALANGE MARIA MULAMBO OU MOLAMBO:

 

Maria Mulambo da Calunga Grande.

Maria Mulambo da Calunga.

Maria Mulambo da Encruzilhada.

Maria Mulambo da Estrada.

Maria Mulambo da Figueira.

Maria Mulambo da Lira.

Maria Mulambo da Meia Noite.

Maria Mulambo da Praia.

Maria Mulambo das Almas.

Maria Mulambo das Rosas.

Maria Mulambo das Sete Catacumbas.

Maria Mulambo das Sete Encruzilhadas.

Maria Mulambo das Sete Figueiras.

Maria Mulambo do Cabaré.

Maria Mulambo do Cruzeiro das Almas.

Maria Mulambo do Cruzeiro.

Maria Mulambo do Lixo.

Maria Mulambo do Lodo.

Maria Mulambo dos Sete Cruzeiros.

Maria Mulambo dos Sete Portais.

Maria Mulambo dos Sete Punhais.

Maria Mulambo dos Sete Véus.

 

FALANGE POMBO GIRA CIGANA:

 

Pombo Gira Cigana da Calunga.

Pombo Gira Cigana da Campina.

Pombo Gira Cigana da Encruzilhada.

Pombo Gira Cigana da Estrada.

Pombo Gira Cigana da Figueira.

Pombo Gira Cigana da Lua.

Pombo Gira Cigana da Praia.

Pombo Gira Cigana da Rosa Vermelha.

Pombo Gira Cigana da Rosa.

Pombo Gira Cigana das Almas.

Pombo Gira Cigana das Matas.

Pombo Gira Cigana das Sete Encruzilhadas.

Pombo Gira Cigana das Sete Luas.

Pombo Gira Cigana do Cabaré.

Pombo Gira Cigana do Cemitério.

Pombo Gira Cigana do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Cigana do Cruzeiro.

Pombo Gira Cigana dos Lírios.

Pombo Gira Cigana Feiticeira.

Pombo Gira Cigana Menina.

Pombo Gira Cigana Rainha.

Pombo Gira Cigana Rosa dos Ventos.

Pombo Gira Cigana Rosa Maria.

Pombo Gira Cigana Sete Saias.

 

FALANGE POMBO GIRA SETE SAIAS:

 

Pombo Gira Rosa das Sete Saias.

Pombo Gira Saias do Cais.

Pombo Gira Sete Saias da calunga.

Pombo Gira Sete Saias da Campina.

Pombo Gira Sete Saias da Encruzilhada.

Pombo Gira Sete Saias da Estrada.

Pombo Gira Sete Saias da Figueira.

Pombo Gira Sete Saias da Lira.

Pombo Gira Sete Saias da Praia.

Pombo Gira Sete Saias do Cabaré.

Pombo Gira Sete Saias do Cemitério.

Pombo Gira Sete Saias do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Sete Saias do Cruzeiro.

Pombo Gira Sete Saias do Porto.

 

FALANGE POMBA GIRA RAINHA:

 

Pombo Gira Rainha da Calunga.

Pombo Gira Rainha da Encruzilhada.

Pombo Gira Rainha da Estrada.

Pombo Gira Rainha da Lira.

Pombo Gira Rainha da Praia.

Pombo Gira Rainha da Tronqueira.

Pombo Gira Rainha das Almas.

Pombo Gira Rainha das Rosas.

Pombo Gira Rainha das Sete Encruzilhadas.

Pombo Gira Rainha do Cabaré.

Pombo Gira Rainha do Cemitério.

Pombo Gira Rainha do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Rainha do Cruzeiro.

Pombo Gira Rainha Negra.

 

FALANGE MARIA FARRAPO:

 

Maria Farrapo da Calunga Grande.

Maria Farrapo da Calunga.

Maria Farrapo da Campina.

Maria Farrapo da Encruzilhada.

Maria Farrapo da Estrada.

Maria Farrapo da Figueira.

Maria Farrapo da Praia.

Maria Farrapo das Almas.

Maria Farrapo das Sete Encruzilhadas.

Maria Farrapo do Cabaré.

Maria Farrapo do Cemitério.

Maria Farrapo do Cruzeiro das Almas.

Maria Farrapo do Cruzeiro.

Maria Farrapo do Lodo.

 

FALANGE ROSA CAVEIRA:

 

Pombo Gira Rosa da Calunga.

Pombo Gira Rosa da Figueira.

Pombo Gira Rosa da Noite.

Pombo Gira Rosa das Almas.

Pombo Gira Rosa do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Rosa do Cruzeiro.

Pombo Gira Rosa do Lodo.

Pombo Gira Rosa dos Ventos.

Pombo Gira Rosa Maria.

Pombo Gira Rosa Negra da Calunga.

Pombo Gira Rosa Negra das Almas.

Pombo Gira Rosa Negra do Cemitério.

Pombo Gira Rosa Negra do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Rosa Negra do Cruzeiro.

Pombo Gira Rosa Negra dos Sete Cruzeiros da Calunga.

Pombo Gira Rosa Negra dos Sete Cruzeiros.

Pombo Gira Rosa Negra.

Pombo Gira Rosa Vermelha da Calunga.

Pombo Gira Rosa Vermelha da Encruzilhada.

Pombo Gira Rosa Vermelha da Estrada.

Pombo Gira Rosa Vermelha da Figueira.

Pombo Gira Rosa Vermelha das Sete Catacumbas.

Pombo Gira Rosa Vermelha das Sete Encruzilhadas.

Pombo Gira Rosa Vermelha do Cabaré.

Pombo Gira Rosa Vermelha do Cemitério.

Pombo Gira Rosa Vermelha do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Rosa Vermelha do Cruzeiro.

Pombo Gira Rosa Vermelha.

 

FALANGE MARIA QUITÉRIA:

 

Pombo Gira Maria Quitéria da Calunga.

Pombo Gira Maria Quitéria da Encruzilhada.

Pombo Gira Maria Quitéria da Estrada.

Pombo Gira Maria Quitéria da Figueira.

Pombo Gira Maria Quitéria da Mata.

Pombo Gira Maria Quitéria da Praia.

Pombo Gira Maria Quitéria da Tronqueira.

Pombo Gira Maria Quitéria do Cabaré.

Pombo Gira Maria Quitéria do Campo.

Pombo Gira Maria Quitéria do Cemitério.

Pombo Gira Maria Quitéria do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Maria Quitéria do Cruzeiro.

Pombo Gira Maria Quitéria do Lodo.

Pombo Gira Maria Quitéria do Porto.

Pombo Gira Maria Quitéria dos Sete Cruzeiros.

 

RELAÇÃO DE OUTRAS POMBOS GIRAS:

 

Pombo Gira da Calunga.

Pombo Gira da Encruzilhada.

Pombo Gira da Estrada.

Pombo Gira da Figueira.

Pombo Gira da Lira.

Pombo Gira da Praia.

Pombo Gira da Tronqueira.

Pombo Gira Dama da Noite.

Pombo Gira das Almas.

Pombo Gira das Matas.

Pombo Gira das Rosas.

Pombo Gira das Sete Encruzilhadas.

Pombo Gira do Cabaré.

Pombo Gira do Cais.

Pombo Gira do Cemitério.

Pombo Gira do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira do Cruzeiro.

Pombo Gira do Lodo.

Pombo Gira dos Sete Cruzeiros.

Pombo Gira Feiticeira.

Pombo Gira Ganga.

Pombo Gira Gira Mundo.

Pombo Gira Maria Alagoana.

Pombo Gira Maria Baiana.

Pombo Gira Maria Bonita.

Pombo Gira Maria da Praia.

Pombo Gira Maria do Cabaré.

Pombo Gira Maria do Cais.

Pombo Gira Maria do Porto.

Pombo Gira Maria Eulália.

Pombo Gira Maria Mineira.

Pombo Gira Maria Morena.

Pombo Gira Maria Rosa.

Pombo Gira Maria Sete Catacumbas.

Pombo Gira Maria Sete Covas.

Pombo Gira Menina da Calunga.

Pombo Gira Menina da Encruzilhada.

Pombo Gira Menina da Praia.

Pombo Gira Menina das Almas.

Pombo Gira Menina do Cabaré.

Pombo Gira Menina do Cruzeiro das Almas.

Pombo Gira Menina do Cruzeiro.

Pombo Gira Menina.

Pombo Gira Mirongueira.

Pombo Gira Quebra Ossos.

Pombo Gira Rosas.

Pombo Gira Salomé.

Pombo Gira Sete Calungas.

Pombo Gira Sete Caminhos.

Pombo Gira Sete Capas.

Pombo Gira Sete Catacumbas.

Pombo Gira Sete Caveiras.

Pombo Gira Sete Chaves.

Pombo Gira Sete Coroas.

Pombo Gira Sete Covas.

Pombo Gira Sete Cruzeiros.

Pombo Gira Sete Encruzas.

Pombo Gira Sete Encruzilhadas.

Pombo Gira Sete Estradas.

Pombo Gira Sete Estrelas.

Pombo Gira Sete Figas.

Pombo Gira Sete Figueiras.

Pombo Gira Sete Luas.

Pombo Gira Sete Navalhas.

Pombo Gira Sete Ondas.

Pombo Gira Sete Porteiras.

Pombo Gira Sete Punhais.

Pombo Gira Sete Véus.

 

    Como vimos existem diversos nomes de Pombos Giras nomes com falange, nomes com falanges e mais função de atuação, enfim, independente da Entidade, da linha ou irradiação, devemos respeitá-las e entendermos que elas estão a trabalho da caridade, da luz, do amor e da vontade de Deus, e não para atender a pedidos incoerentes de consulentes que acreditam que as Entidades de Luz estão ali para seu bel prazer.

 

    Salve a Umbanda!

 

    Salve as Entidades de Luz!

 

    Salve as Pombos Giras!

 

Carlos de Ogum
 
;