segunda-feira, 31 de março de 2014

A UMBANDA NA LUTA CONTRA OS ESPIRITOS OBSESSORES

      A Umbanda Na Luta Contra Os Espíritos Obsessores.

    Muito ouve-se dizer sobre "Espíritos Obsessores" dentro de uma
Gira de Umbanda.

    Muitas pessoas veem a Terreiros tentar amenizar "sintomas" da
Obsessão.

    Muitos consulentes veem a Casas Espíritas tentarem entender o que
se passa na sua vida, no seu corpo físico, na sua alma. Pois por
milhares de vezes acontecem coisas totalmente inesperadas, as vezes
falamos coisas desagradáveis a quem amamos, desprezamos uma amizade
verdadeira, não ouvimos um conselho de alguém mais experiente, não
raciocinamos, fazemos coisas que não estão de acordo com nossa moral,
entre várias formas de demonstrarmos que nossos pensamentos estão
tomados por uma força superior, que nossa conduta está sendo
conduzida por uma escuridão, que nosso corpo físico está enfraquecido
e tomado por males que não são detectado pela medicina humana, que
nossa alma se torna cada dia mais fraca e levada a sentimentos
mesquinhos, invejosos, prepotentes, entre outros vários sentimentos
obscuros que nos rodeiam.

    Mas o que são esses Obsessores?

    Como eles chegam até nós?

    Como podemos nos livrar desses Espíritos sem Luz?

    Como a Umbanda trabalha nesse ponto para nos ajudar?

    Abaixo tentaremos responder essas dúvidas num texto um tanto
resumido, pela importância do fato, mas um tanto bem explicativo.


    Na Umbanda não existem médiuns "possuídos" por espíritos, mas sim
a influência de espíritos obsessores simples, fascinados e subjugados.

    A Umbanda, juntamente com seus Orixás, Pretos Velhos, Caboclos,
Ibeijadas, Boiadeiros, Ciganos, Malandros, Exus e Pombo Giras,
trabalham em uma corrente, incansavelmente, para averiguar, retirar,
conduzir, encaminhar e fazer o entendimento de espíritos sem luz, que
veem ao encontro das pessoas apenas com o intuito de perturbar, fazer
adoecer, agregar sentimentos ruins, lançar desavenças entre tantas
coisas desprezíveis que um obsessor pode fazer.

    Ela, a Umbanda, como é uma religião provinda da interligação e
preceitos do Catolicismo, Kardecismo, Africanismo, Pajelança e algumas
coisas do povo Oriental, vem com diversas maneiras e estudos para
reagir sobre os obsessores.

    Vejamos o que Allan Kardec nos fala sobre obsessores:

"Allan Kardec assim orienta: a obsessão é uma influência de um
espírito desencarnado, malévolo, sobre um encarnado que pode ocorrer
também entre encarnado para encarnado e encarnado para desencarnado. A
faculdade mediúnica é para os obsessores apenas um meio de se
manifestarem; na sua falta, tentarão outras maneiras para perturbarem.
Eles conseguem exercer influência sobre certas pessoas e podem se
prender àqueles com que têm forma de pensar semelhante naquele momento
da sua vida."

    Existem médiuns que são perseguidos e passam a agir de maneira
grosseira e até obscena, ficam alheios a qualquer raciocínio; quando
criticados se melindram e fazem teimar com aqueles que não partilham
da sua atenção.

De acordo com os ensinamentos Umbandistas, , devemos repelir o
obsessor da mesma maneira que fechamos nossa casa aos importunos.

    Mesmo as melhores pessoas podem em algum momento ter problemas com
os obsessores, mas não há pior cego do que aquele que não quer ver, e
ninguém pode curar um doente que se obstina em conservar sua doença e
nela se compraz.

    A estudos que afirmam que pessoas obsediadas estão
semi-inconsciente (98%) enquanto que poucos ficam inconscientes (2%)
ou seja, apesar da ação inoportuna existe a consciência do que está
ocorrendo.
Porém, não é proibindo alguém de frequentar um centro de Umbanda que
irá cessar o problema, ao contrário: ele deve entender que é o único
responsável para obter o poder de resistir, o que é evidentemente mais
fácil do que lutar contra sua própria natureza mediúnica.

    Muitas vezes podemos observar consulentes em busca de ajuda em
Terreiros, Tendas, Centros de Umbanda, que chegam com dores sem
motivo, cansaço extremo, sentimentos ruins, com vontade de desistir de
tudo e de todos, e muitas vezes chegando ao extremo que é a intenção
do suicídio.

    Todos esses fatos. muitas das vezes são ligados a obsessores, que
por vezes são apenas "Espíritos Zombeteiros", que tem como finalidade
desestruturar a base central de uma pessoa, para que assim possa fazer
essa pessoa chegar a todos os extremos possíveis, fazendo assim poder
capturar mais uma alma para legião de almas escuras perdidas, que não
tem entendimento, não terá evolução e assim se tornar mais um Espírito
Obsessor a atormentar.

    Como disse acima, para a Umbanda não existem médiuns "possuídos"
por espíritos, mas sim a influência de espíritos obsessores simples,
fascinados e subjugados. Abaixo descrevo e tento explicar cada um
deles:

Obsessores simples:

    O médium sabe que está sob a má influência, pois tudo o que fala
tem a intenção de criar obstáculos a todo tipo de comunicação. Nesta
categoria podemos citar a obsessão física, que consiste nas
manifestações ruidosas e obstinadas de certos espíritos através de
pancadas ou outros ruídos.
Normalmente esse tipo de obsessão, e retirada através de passes de um
Preto Velho ou de um Caboclo, logo após o consulente ter uma breve
conversa com a Entidade. Pode ser indicado também, banhos de
descarrego, defumadores em ambientes, para assim afastar o grupo que
acompanha o obsessor que foi detectado no consulente pela Entidade de
Luz.


Obsessores fascinados:

    Produzem uma ilusão sobre o pensamento do médium que paralisa de
algum modo sua capacidade de julgar seus atos. `um erro acreditar que
esse tipo de obsessão pode atingir somente as pessoas simples; os mais
inteligentes não estão isentos disso. A sua tática é quase sempre
inspirar o médium a se distanciar de todo aquele que possa lhe abrir
os olhos. Assim, evitando a contradição, estão certos de ter sempre a
razão.
Nesse tipo de obsessor, como acima também poderá ser encaminhado a um
Preto Velho ou Caboclo, sendo o mais provável fazer uma sessão de
"desobsessão" que pode levar entre 3 a 7 sessões, até o próprio
consulente entender que a razão que ele considera correta é falha, e
ele está sendo levado a isso pelo domínio de um obsessor.


Obsessores subjugados:

Paralisam a vontade do médium e o faz agir fora da sua normalidade.
Está, numa palavra, sob um verdadeiro jugo. A obsessão corporal muitas
vezes tira do médium a energia necessária para dominá-lo - é preciso a
intervenção de uma segunda pessoa que, agindo com sua superioridade
moral, se impõe aos espíritos.
Nesse caso, o trabalho de um Preto Velho ou Caboclo vem junto com a
força mediúnica de um médium de descarrego, de desobsessão e de
encaminhamento, onde todos trabalham numa corrente única, para que
assim faça a limpeza física, mental e espiritual do consulente
obsediado.
Esses Médiuns, deverão estar preparados e desenvolvidos mediunicamente
e espiritualmente, para que assim, além de desobsediar o consulente,
outras Entidades de Luz, como Exus, Pombo Giras, Boiadeiros, Erês, ou
qual for a necessidade no momento, possam se apresentar para fazer a
busca, fazer o entendimento do espírito obsessor e o encaminhamento
para o local adequado a cada um, sendo esse local para o lado do
aceite ou do não aceite por parte do espírito obsessor. Caso tiver o
entendimento por parte desse espírito, ele irá a planos que o levarão
a luz e a evolução, caso não haja, ele será ´preso em outros planos
espirituais até que entenda que deverá sim buscar a evolução
espiritual para que assim tenha novas chances de buscar sempre a luz e
sair da escuridão que ele mesmo sem entender, é algo que o destruirá
a cada instante, levando a cada vez mais longe da evolução espiritual
e dos braços do Pai Maior.


Como evitar os obsessores?

Você já deve ter conhecido pessoas que só reclamam. Neste caso, a
Umbanda orienta que devemos destruir esse domínio, colocando-se em
guarda com seu anjo, a ponto de a ação do obsessor sucumbir.

    Nossas Entidades de Luz nos ensinam que devemos manter sempre
nossos Anjos de Guarda elevados e iluminados, para que assim nos
tornemos fortes e resistentes ao domínio desses espíritos da
escuridão. Devemos ao menos uma vez por semana, elevar nossos
pensamentos a Deus, clamar a nossos Anjos de Guarda, fazer uma oração
com muita fé, e se puder acender uma vela branca, oferecendo a nosso
Anjo querido, juntamente com um copo de água. Isso sempre vai nos dar
forças a lutar contra esses obsessores, fechando as portas que
deixamos abertas com nossos sentimentos ruins, nossas imperfeições.

    Por melhor que seja o caráter de alguém, os motivos da obsessão
variam, mas sua única intenção é o desejo de fazer o mal; como sofrem,
querem fazer os outros sofrerem; sentem prazer em atormentar o médium
e os mais próximos. Esses espíritos agem por ódio e inveja do bem; é
por isso que atormentam todas as pessoas, mesmo sendo as mais
honestas.

Como saber se a pessoa está obsediada?

    As vezes nos deparamos com um amigo, um ente querido, no qual
temos grande apreço e vice-versa, no entanto, por mais amor que temos,
por maior carinho que dedicamos, essa pessoa nos desagrada de uma
maneira gratuita, de uma forma que não tem o costume fazer.

    Será que pode ser um obsessor tomando conta da mente e do espírito
dessa pessoa?

    Com toda certeza sim.

    Portanto devemos observar os seguintes itens abaixo descritos,
para averiguarmos que decisão poderemos tomar, se deveremos tentar a
busca de uma ajuda espiritual para sanar tal fato:

    O que devemos observar em uma pessoa possivelmente obsediada:

- O propósito é o de constrangimento.

Ao tentar argumentar algo sobre o fato com a pessoa obsediada,
possivelmente essa pessoa irá tentar lhe constranger, falando sobre
seu estado mental, falando da sua intenção de ajuda através da
Umbanda, tentando menosprezar seu modo de ver as coisas, para que
assim você desista de investir tempo em busca de uma ajuda espiritual.


- Chocam o bom senso

Normalmente, ao você falar para uma pessoa obsediada, sobre uma
Entidade de Luz, sobre sessões de desobsessão, entre outras formas de
ajuda, a pessoa obsediada vai debater sobre sua sanidade mental,
tentando deixar você com o máximo de insegurança, para que assim seja
desfeita sua intenção e sua fé numa possível ajuda.


- Mudanças na comunicação (escrita, audição ou visual)

Uma pessoa Médium, já com a mediunidade bem aflorada, pode perceber um
obsediado por alguns detalhes que as vezes passa desapercebido a uma
pessoa não desenvolvida mediunicamente. Entre esses detalhes, a
escrita de uma pessoa obsediada se torna um tanto ilegível, se vê
vultos negros ou acizentados em volta dessa pessoa, podem se ouvir
sons de lamentos, falácias sem nexo ou vozes chamando por seu nome.


- Crença na infalibilidade da sua comunicação.

Nesse fato o obsediado acredita, e tenta fazer a todos acreditarem,
que ele não erra, não tem falhas, não  demonstra fraquezas. E pode ser
observado nessa forma, pois a todo instante tenta fazer isso, sendo assim
demonstrado que é superior a quem está tentando trazer ajuda, e sendo
um suposto ser sem falhas, deixar a quem busca ajuda inseguro,
refletindo que a pessoa ajudante sim pode ter falhado ao achar que
teria um suposto obsessor atrapalhando e induzindo a pessoa obsediada.


- Ele se afasta das pessoas que podem lhe fazer advertências úteis

Toda vez que se tenta alertar um suposto obsediado a sua condição, ele
poderá, além de tentar os fatos ditos acima, se distanciar de sua
presença, sempre que possível. Normalmente começará a evitar contatos
com a pessoa ajudante, evitará lugares que possam ter encontros com
essa pessoa, e evitará ao máximo diálogos com ela.


- Age ou fala contra sua vontade

Pode-se observar que pessoas obsediadas fazem coisas que naturalmente
nunca fariam, falam coisas que não falariam. Coisas como que
conduzissem sua moral a declínio, e palavras de baixo calão, mesmo
sendo essa pessoa educadíssima, sem o hábito de se expressar de modo
chulo.


- Ruídos e desordens acontecem ao seu redor.

Como dito acima, pode-se se distinguir um obsediado quando ao seu
redor, uma pessoa preparada e desenvolvida mediunicamente, observa
vultos, ouve ruídos sem nexo ou noção, e principalmente se tem uma
desordem mental ao se aproximar de um obsediado.


Conselhos gerais:

 Existe alguns procedimentos feitos pelas nossas Entidades de Luz,
que nos ajudam a nos livrar de alguns obsessores, como já foi dito
acima. Procedimentos esses como os passes magnéticos dados por Pretos
Velhos e Caboclos, descarregos, desobsessões, banhos, defumadores,
etc.

Mas o que não pode faltar ao médium e a pessoa que está obsediada, é a
fé e a força de vontade suficiente para tomar uma atitude. Não se pode
atribuir à ação direta dos maus espíritos todo dissabor que esteja
acontecendo na sua vida. Muitas vezes, os problemas são a consequência
da negligência ou da imprevidência.
Também sabemos que 35% da população mundial têm experiências místicas
e a medicina aceita estes fenômenos, mas não se pode descartar a
possibilidade de problemas psicológicos ou psiquiátricos, onde tudo
deve ser averiguado.
Portanto todo cuidado é pouco, quando verificamos alguma pessoa que
nos parece obsediada, as vezes pode ser outras coisas.


O que é desobsessão?

    Ao constatar um obsessor em um indivíduo, e ao ser levado a
presença de uma Entidade de Luz, que o ajudará a se livrar desses
obsessores, será feito a desobsessão.

    É natural que essa Entidade peça ao obsediado que ele busque fazer
7 passes, que têm a finalidade de limpar a sua aura e de descarregar o
campo vibratório dos obsessores, tornando a desobsessão mais amena.
Essa espera de 7 semanas se faz necessária, pois afinal estamos
tratando de espíritos extremamente ignorantes, que foram e são seus
algozes nesta vida, tornando-se necessária uma aclimatação deles ao
processo de doutrinação, que começa exatamente com as palavras dessa
Entidade de Luz, demonstrando a esse obsessor que ele tem um caminho
longo a trilhar na busca de paz, luz, entendimento e evolução. E que
ele, o obsessor, não deverá retornar ao caminho da escuridão, e não
mais perturbar os encarnados.

    Contudo, muitas vezes os obsessores são milenares, e guardam com eles um
enorme desejo de vingança. O ódio represado por tanto tempo precisa ser
posto para fora, e eles, os obsessores, geralmente investem toda a sua
fúria sobre a pessoa a quem eles ainda odeiam, podendo ser a pessoa
obsediada, pois esse obsessor pode estar buscando um acerto de contas
milenares com a reencarnação da pessoa obsediada.

    Essa sede de vingança poderá ser demonstrada através de Médiuns de
descarrego, de desobsessão ou de Encaminhamento, expressando através
deles, que darão passagem a toda essa emoção contida a tanto tempo.

    Preste atenção em tudo o que for dito, e entenda que eles estão se
reportando a encarnações anteriores e não à encarnação atual; daí não
se ofenda com as palavras chulas proferidas por eles, pois o desejo de
vingança é imenso. São momentos desagradáveis, porém de extrema
necessidade, pois é através desta catarse que eles terão a
oportunidade de se colocar diante daqueles que eles acham ser seus
algozes. À medida que os obsessores forem entendendo todo o processo
de incorporação, doutrinação e seu estado atual de espírito
desencarnado, o ódio vai passando, ele começa a entender que está em
outro plano, em outra vida, agora desprovido de um corpo de carne.

    Muitas vezes os obsessores ameaçam, xingam, esbravejam, se
contorcem, porém estão contidos no campo vibratório do médium que foi
muito bem desenvolvido, e está permitindo e dando passagem a todo
sofrimento do obsessor, enquanto os Guias espirituais tratam dele, ou
deles. Nos momentos piores ore e mantenha-se calmo, pois o seu campo
vibratório está passando por uma limpeza profunda, e é de nosso
interesse que isso se faça com toda precisão, em benefício seu, dos
obsessores e dos médiuns que estão trabalhando.

    Nossas Entidades de Luz nos alertam como deveremos nos portar
diante um caso de obsessão, e como agir dentro de uma desobsessão.

    Não adianta vir para a desobsessão com raiva, com pressa, ou mesmo
com os nervos à flor da pele; afinal, o dia da libertação de ambos
está mais próximo do que nunca.

    No dia marcado pela Entidade de Luz para o inicio da desobsessão,
o irmão que deseja a ajuda para se livrar desses obsessores também
precisa se preparar. Sabemos que não é fácil para você, que desconhece
grande parte desse processo obsessivo, com raras exceções. Nesse dia,
se prepare com paciência e amor, pois será a grande oportunidade de
resgate cármico. Para que tudo dê certo, observe os seguintes
comportamentos:

Não comer carne;

Não beber bebidas alcoólicas;

Não praticar atos sexuais 24 horas antes;

Manter-se sereno antes e durante a desobsessão;

Procurar compreender o sofrimento do obsessor;

Não se apavorar com as colocações dos obsessores, as vezes eles já o/a
conhecem há muitas encarnações;

Confiar em Deus e ter extrema fé na Entidade de Luz responsável, assim
como nos Médiuns de descarrego, desobsessão e Encaminhamento.

Fazer as limpezas necessárias e pedidas pelas Entidades de Luz, como
banhos de descarrego, defumações no lar.


    Não se esqueça de mudar de atitude no seu cotidiano, pois se seus
erros não forem sanados, você atrairá novos "companheiros" para sua
jornada.


    Lembre-se os maus sentimentos deixam portas abertas a obsessores.
Portanto se livre da inveja, da maledicência, da prepotência, do ódio,
e de todos sentimentos ruins que podemos facilmente nos livrar,
bastando apenas usar o que Jesus nos ensinou, que é usar o AMOR.


Carlos de Ogum.


68 comentários:

Fernando disse...

Belo post meu irmão de fé! Muito esclarecedor e em momento oportuno em minha caminhada.
Obrigado mais uma vez!

Anônimo disse...

Muito bom o texto, acho que de grande serventia, quantas pessoas e até nós mesmos não passamos por confusões mentais e fazemos coisas que não faríamos normalmente, que não é de nossa personalidade, de nossa conduta e não sabemos o que é!!!!!!!!!! Priscila

Aninha de Iemanjá disse...

Texto magnífico!
Assim como o corpo físico, a alma precisa ser alimentada. Bons pensamentos atraem boas coisas, já os maus pensamentos nos levam ao abismo no qual os obsessores estão.
Uma oração, com muita fé, é de suma importância. Porque os espíritos de luz se fortalecem com isso e podem assim buscar e encaminhar os espíritos que procuram ou não uma evolução.
Obsessores não são fortes, pelo contrário, são fracos! mas não se pode dar motivo para de alguma forma os fortalecerem.
Ajude vigiando tua mente, pois quem te protege nunca dorme!

Avelino Cesar disse...

Obsessão um dos grandes males existente, texto muito bom, vc passa seu e-mail?

Gizele Aquino disse...

Adorei o texto!!

O primeiro passo pra identificarmos se temos um obsessor é uma auto-análise, uma vez estava conversando com um guia sobre esse assunto e ele me disse, filha é fácil sabermos quando não estamos bem temos pensamentos e atitudes que não correspondem com aquilo que somos se nos conhecermos bem percebemos que algo está errado conosco naquele momento. Aí ele me disse também faça uma oração eleve seu pensamento ao pai peça ajuda que o socorro virá.
O pior caso que eu acho é quando a pessoa tem um caso de obsessão, mas se recusa a acreditar porque seu ego está tão inflado que ela acredita que com os outros pode ocorrer, mas com ela não.
Devemos também ter consciência de que às vezes não é um obsessor que esta atrapalhando nossa evolução e sim nós mesmos que buscamos aquilo pra nós de uma forma consciente ou inconsciente. Algumas pessoas culpam um terceiro como se tivesse com um obsessor por ter tomado alguma atitude sendo que não tem nada e sim foi ela mesmo que fez determinada coisa e como não quer ser responsabilizada por seu ato quer culpar outro em seu lugar.
Por isso vemos em alguns terreiros consulentes saírem de lá bravos, pq o guia viu que não tem nada com aquela pessoa, mas sim a orienta pra que ela mude de atitude e saem furiosos acreditam que fizeram “macumba” pra eles que por isso que sua vida não anda e etc.
Tem uma frase do Chico que se encaixa muito bem a esse assunto “o ambiente limpo não é o que mais se limpa e sim o que menos se suja”.
Axé a todos
Gi.

Carlos de Ogum disse...

Avelino César, o e-mail é: umbanda.yorima.rj@hotmail.com

Axé!

Anônimo disse...

A luta é grande meu irmão de fé, mas com amor e caridade e o auxilio da Umbanda e de pessoas como você venceremos. Axé.
João Carlos Moraes

Anônimo disse...

Parabéns Carlos, depois de ler seu texto, muitas coisas que vem me atormentando eu vejo que nada mais é que algo espiritual. Obrigado.
Rogéria Saldanha - MG

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto Pai Carlos. Grande orientação a todos nós.
Margarida Cunha

Anônimo disse...

Sensacional, um texto maravilhoso, bem explicado, só tenho que aplaudir.
Maria Cândida Sampaio

Anônimo disse...

Pai Carlos, muito obrigado por ter me respondido meu e-mail, após ler seu texto, que achei maravilhoso, fiquei com duvidas sobre alguns acontecimentos que surgiram na minha caminhada, e o senhor me ajudou muito. Obrigado por tudo e parabéns pelo texto.
Claudiney Marcelino Gomes

Anônimo disse...

Que postagem maravilhosa! Parabéns. Vou passar para uma amiga que precisa muito entender sobre esse assunto. Obrigado.
Marcelle Dutra

Anônimo disse...

Amo seus textos Pai Carlos, mas esse me tirou dezenas de duvidas. Como sempre tenho que dizer: O Senhor é demais. Adorei.
Carla Garcia

Anônimo disse...

Gostaria de ir a seu terreiro meu Pai, preciso muito de um caminho pra me livrar desses obsessores. Li seu post, achei algo sublime, e agora ca estou em busca de sua ajuda.
Laura Esteves

Anônimo disse...

Sem medo de dizer. Agora sim aprendi que não devo dar aberturas a esses espiritos obsessores. Obrigadoooooo.
Marcos de Oliveira Costa

Anônimo disse...

Parabéns Pai. Já obtive ajuda do senhor e de sua casa de Umbanda para livrar a mim e minha familia de obsessores. Garanto que conviver com esses espiritos é algo deplorável, nossa casa e familia estavam a ponto de explodir. E o Senhor nos abraçou com carinho, nos mostrou um caminho, fizemos com fé. E hoje estou aqui lendo esse texto belo e agradecendo ao senhor e a todo trabalho espiritual a ajuda e a nova vida. Axé meu Pai.
Catarina Camargo - Rio Grande RS

Anônimo disse...

Parabéns por mais esse texto sem igual. E obrigado por compartilhar.
Manoel Silveira

Anônimo disse...

Pai, voltei aqui para comentar novamente, mas dessa vez lhe agradecer a ajuda. Estava realmente no fundo do poço emocional e espiritual. E hoje já consigo me levantar sem a vontade de morrer. Obrigado, e continue me ajudando a me livrar desses obsessores. Como o senhor me disse, sou mais forte que eles porque tenho Oxalá comigo. Muito obrigado de coração.
Laura Esteves

Anônimo disse...


Pai, deu até medo desses espiritos obsessores. Quanto mal faz nas pessoas. Muito bom ter um texto assim para nós leigos entendermos o quanto podemos ser dominados.
Jussara Maya

Anônimo disse...

Onde devo procurar ajuda? há 3 anos sofro com isso, vejo espíritos, ouço vozes, tentativa de suicídio já perdi as contas, internações pisquiatrica já foram 6, teve um médico que mandou eu procura ajuda espiritual, pois já não sabia o que estava acontecendo comigo...
Eu era evangelica, até meu esposo procura uma terreira de Umbanda, e eles falaram que eu estava sendo obsediada, mais aqui onde eu moro pra fazer uma desobsessão é muito caro, já não durmo a dias, e quando durmo eles vem em meu sonhos e começo ter crise e tento me matar, pois eles falam que eu me matando meus problemas acabam, por isso tento me suicidar...
Preciso de ajuda!

Carlos de Ogum disse...

Cara Anônima, a ajuda que necessita para se livrar de obsessores
você não vai encontrar em nenhum lugar que cobre algo para fazer essa limpeza espiritual. A desobsessão é uma caridade e como tal nunca se deve ser cobrada por isso. Todas as casas que usam o nome do espiritismo dizendo que poderá lhe ajudar e cobrar por isso, só vai lhe prejudicar mais. Portanto o local que você poderá buscar ajuda é uma casa espírita honesta, que trabalha com a verdadeira caridade, que busca lhe orientar sem cobranças.
Sobre a vontade de tirar a sua vida, é a grande demonstração de que você está sendo obsediada por espíritos sem luz que sabem que você tem um grau de mediunidade elevada, e em casos assim a indução para o suicídio é extremamente grande, pois assim o domínio de obsessores sobre o seu espírito pode acontecer facilmente, portanto relute sempre, quando se sentir só, com a intenção de tirar a sua vida, lembre-se que a sua vida foi um presente de Deus, e é em Deus que deve entregar a sua fé e seus pedidos de força de continuar. Não se deixe dominar pela escuridão.
Desejando maiores informações, pode nos enviar seu caso relatado pelo nosso e-mail: umbanda.yorima.rj@hotmail.com que tentaremos dar um caminho mesmo a distância para assim lhe tranquilizar e sanar seu problema até você encontrar uma casa em sua região.

Paz e Luz a ti.
Que Deus abra seus caminhos para encontrar a saída que deseja.

Anônimo disse...

Parabéns texto muito esclarecedor.... sou medium desde meus 15 anos inconsciente agora com 40 anos de idade e me deparei com isso.... fui acometido por dois obsessores os quais nao percebi e me atrapalharam muito e me fizeram sofrer mas gracas a Deus a Oxala aos meus guuas espirituais e protetores entendi e estou me recuperando. .... que Deus ilumine esses irmaos. Alex S. S.

Anônimo disse...

Estou sendo obsediada, preciso de ajuda. Tenho 21 anos sou de Brasília DF. Como posso relatar o que vem me acontecendo? Por favor me ajude. Abraços. Paula Ramires

Carlos de Ogum disse...

Cara Paula, entre em contato através do e-mail: umbanda.yorima.rj@hotmail.com

Axé!

Anônimo disse...

Gostaria de entender mais sobre como limpar uma casa de familia desses obsessores. Como faço para minha casa ser protegida? Ana Beatriz.

Carlos de Ogum disse...

Cara Ana Beatriz, mande-nos um e-mail especificando o que você pensa poder ser um obsessor que tentarei lhe dizer o que pode ser feito. O endereço é: umbanda.yorima,rj@hotmail.com

Axé!

Jennifer Sardinha Moura disse...

Carlos, acredito eu que estou sendo obsediada. Mas não por um desencarnado. Já ouvi falar de obsessores vivos, e gostaria de saber se essa pessoa que acho que seja um, é realmente. Como faço? obrigada.

Carlos de Ogum disse...

Cara Jennifer, realmente existem obsessores em vida. Se desejar, mande-nos um relato por e-mail do que está acontecendo para avaliarmos se é um obsessor em vida ou não. O endereço é: umbanda.yorima.rj@hotmail.com

Axé!

Anônimo disse...

Belo texto para minha compreensão. Muito obrigado. Rony de Paula

Anônimo disse...

Senhor Carlos, pediria uma luz. Minha irmã tem 19 anos, e de uns tempos pra cá ela parece estar obsediada, as vezes está calma, e no mesmo momento desmaia, as vezes quebra tudo, diz que está ali para se vingar de meu pai. Ele tenta conversar porque que deseja essa vingança. Mas nunca reponde. Minha tia é de centro Kardecista, e tentou falar com minha irmã quando ta assim. Ela tenta morder cuspir, e minha tia desistiu. O namorado de minha irmã teve o braço quebrado por ela numa situaçao dessas. O que devemos fazer pai? Nos ajude. Meu pai manda um abraço para o senhor. Thalia

Carlos de Ogum disse...

Cara Thalia, provavelmente é um sinal de obsessão forte. O que poderia ser feito é levar sua irmã a uma casa de Umbanda onde tenha sessões de desobsessão. Caso você não encontre em sua região e desejar, mande-nos um e-mail com o nome de todos e relatando o fato que levaremos a nossa corrente de oração, e também levaremos às nossas Entidade de Luz para que assim seja passado alguns banhos de descarrego ou defumadores para limpeza a distância.

Abraços para seu Pai,
Axé!

Anônimo disse...

Muito bom seu texto. Já vi algumas coisas incriveis em terreiros de Umbanda e centros de mesa. Parabéns. Luiz

Diego Aguero disse...

ola tudo bem vcs pondem me ajunda minha irma tomou o santo daime e ficou com varios espiritos ja vai fazer 2 semana levei para urbada ma ne ela conseguiu

Carlos de Ogum disse...

Caro Diego, sua duvida já foi respondida por e-mail.

Grande axé

Anônimo disse...

Preciso de ajuda. Estou sendo obsediada, preciso de uma mão amiga, de alguém que possa me tirar desse sofrimento. Por favor me ajude. Catarina Espírito Santo.

Carlos de Ogum disse...

Cara Catarina, desejando nos mande um e-mail relatando os fatos que vamos tentar auxiliar. O endereço é: umbanda.yorima.rj@gmail.com Axé

Anônimo disse...

Olá espiritos de luz!
E como agir quando você percebe isso em algum ente,que não acredita nessas coisas?Exemplo meu marido?

Carlos de Ogum disse...

Cara anônima, normalmente tem que levar no diálogo de um modo que não haja confusões, e pode também iluminar o Anjo de Guarda da pessoa pedindo para que ela se livre dos espíritos obsessores.

Axé!

Anônimo disse...

Muito interessante. Adorei

Anônimo disse...

Texto nota mil; parabéns.

Anônimo disse...

Por favor querido, uma dúvida. Já sofri este problema terrível 2x na minha vida, na primeira vez, pq sou médium e não desenvolvia, entrei na Umbanda. Na segunda vez pq abandonei a Umbanda por cinco anos. Minha dúvida é : Os médiuns da Umbanda estão COMPLETAMENTE protegidos ? Se eu trabalhar na Umbanda até o último dia da minha vida estarei protegida de viver esse tormento para sempre ? Desde já agradeço a resposta.

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), os espíritos obsessores se aproximam de cada pessoa não pelo dogma que essa pessoa busca, eles chegam até as pessoas pelos maus sentimentos, por algumas pessoas carregadas e alguns ambientes que frequentamos. A Umbanda vai sim limpar seu caminho, seu corpo e sua alma desses espíritos sem luz, contudo, o estar ou não obsediada não vai depender de você estar na Umbanda ou não, e sim do seu modo de viver, agir e ser.

Axé!

claudia fhg disse...

Olá! Vocês fazem desobsessão à distância?

Carlos de Ogum disse...

Cara Claudia, desejando, pode mandar seu nome para nossas correntes de desobsessão pelo nosso e-mail: umbanda.yorima.rj@hotmail.com Temos giras e correntes todos os domingo e recebemos nomes para esses trabalhos até às 12h do dia anterior.

Paz e Axé!

Lucimar Ribeiro disse...

gostei mto desse esclarecimento espiritual pois me enteressa ja q tb tenho desejo de vinganca. um abraco deus ilumina a todos.

finish disse...

Mto bom o texto, Carlos de Ogum!
Tenho lido seu blog e aprendido mto com ele, além do que posso refletir sobre algumas realidades.
Sinto o meu filho obsediado, mas não sei o que fazer ou onde exatamente levá-lo...
Somos evangélicos da Igreja Batista, e já a alguns anos ele não suporta falar em Deus ou em fé...devido a mtas lutas que já vivemos...
Seja como for o seu texto me ajudou bastante.
Fique em Paz.
Ana

Anônimo disse...

Nada é por acaso. Tão preocupada estou com meu companheiro que parece obcediado, procuro por ajuda, e chego até aqui. Lindo texto, esclarecedor. Todo amor! Passado o período da Quaresma, permitam-me entrar em contato pelo e-mail informado. Muito obrigada! Compaixão e amor!

Anônimo disse...

Senhor Carlos, tenho um problema com meu filho de 31 anos, ele é uma exelente pessoa, mas volte e meia fica transtornado. Entra em casa quebrando tudo, agride a esposa e os filhos, e já até tentou me agridir. Fui a um local e me disseram que poderia ser um obsessor, mas eles não teriam como comprovar ou me ajudar nesse caso. Pediria ao senhor um caminho. Agradeço desde já. Maria de Fátima - Guarapari ES

Carlos de Ogum disse...

Cara Maria, mande-nos o nome de seu filho para o e-mail: umbanda.yorima.rj@gmail.com que levaremos à correndo de descarrego e desobsessão.

Axé!

Jéssica disse...

Preciso de ajuda. Estou sendo obsediada. Bebidas, drogas, nao gosto disso, nas estou me afundando nelas. Socorro Pai. Jéssica. jessicamcm@gmail.com

Carlos de Ogum disse...

Cara Jéssica, tentarei lhe ajudar por e-mail.

Axé!

Anônimo disse...

Eu tenho uma dúvida. Toda vez que vou a um centro eles dizem que estou obsediada, daí faço uma corrente, ou uma puxada e resolve o problema. Mas daí passam se algum tempo lá estou eu de novo com obsessores...enfim...nesse mundo viemos então para sofrer?

Carlos de Ogum disse...

Cara anônima, quando temos uma constância de obsessores, mesmo após uma desobsessão; e isso nos faz retornar para que novamente tenhamos a limpeza contra esses espíritos sem luz, é porque constantemente estamos dando aberturas à esses trabalhadores sem luz, seja com nossos pensamentos errôneos ou nossas más ações. Em nossa casa, o aconselhamento é mudanças de hábitos, buscar e ajustar que tipos de pensamentos estamos tendo e que tipos de ações podemos estar fazendo que possa estar dando esse tipo de abertura. Orai e vigiai sempre!

Axé!

Regina Batista disse...

Saravá Pai. Gostaria de relatar o caso de minha filha de 8 anos. Preciso de ajuda. Como poderia falar com o senhor.

Carlos de Ogum disse...

Cara Regina, envie um e-mail que lhe rersponderei com todo prazer. umbanda.yorima.rj@gmail.com

Axé!

Bianca Montes disse...

Pai eu acredito demais em obsessores, foi o senhor que me auxiliou quando eu estava no fundo do poço por causa desses espiritos sem luz. Devo bastante a seu terreiro e ao senhor. Obrigado.

Hugo Riggilotto disse...

Muito bom parabéns

valdenise Carvalho disse...

Esse texto me ajudou muito a entender muitas coisas. Obrigado

Ana Lúcia disse...

A obsessão é algo que me assusta. Obrigado pelo texto.

Anônimo disse...

Excelente texto saravá

Anônimo disse...

Inteligentissimo texto salve pai

Bruna Meneses disse...

Creio que posso estar sendo obsediada. Tenho muito medo e preciso de ajuda. Ando muito assustada com que vem acontecendo. Deus me trouxe até esse blog, e tenho fé que senhor Carlos de Ogum poderá me ajudar. Peço socorro.

Anônimo disse...

Creio que estou sendo obsediada. Preciso de muitas orações. Seu texto é uma lição

Carlos de Ogum disse...

Cara Bruna, envie-nos um e-mail relatando o seu caso que tentaremos lhe ajudar; o endereço é: umbanda.yorima.rj@gmail.com

Axé!

@ m o r & L u @ disse...

Preciso de ajuda! Te envio um e-mail contando sobre. Grata desde já!

Anônimo disse...

Sr Carlos, primeiramente adorei seu texto, não sigo a Umbanda, porém leio muito sobre a religião. Sou de uma familia evangélica e catolica. enfim, não julgo religiao de ninguem, pelo contrário respeito TODAS. estou passando por um problema em minha casa, eu e meu marido não estamos mais nos entendendo, não temos mais vida conjugal, temos um bebe de 2 anos e sinto que não há mais amor entre nós. Será que é alguma coisa espiritual. você pode me ajudar?
meu email : juliana.xturolla@gmail.com
Obrigada desde já.

Carlos de Ogum disse...

Cara Juliana, entre em contato conosco contando todos os fatos. O endereço é: umbanda.yorima.rj@gmail.com

Axé!

Fátima R. disse...

Uma tremenda luta. Salve Umbanda

Postar um comentário

 
;