segunda-feira, 13 de outubro de 2014

AS GUIAS DE CONTAS DA UMBANDA.

 


 
As Guias de Contas da Umbanda.

    Uma das coisas que mais chamam atenção nos médiuns trabalhadores
da Umbanda, são as guias ou colares de contas por eles utilizados.

    Mas qual a finalidade desses colares?

    O que eles representam?

    Abaixo vamos falar um pouco dessas guias, suas cores, formas, o
que se faz representar, como devemos utilizar, como devem ser feitas,
quem as pede, as diferenças de cada uma.


    As guias ou colares de contas, representam a força vibracional de
um Orixá ou de uma Entidade de Luz, também demonstram o grau de
mediunidade de cada filho da casa , de cada linha que se trabalha,
assim como também podem ser utilizadas para proteção do médium fora do
terreiro.

    Guias de trabalho e guias de proteção.

    As guias poder servir para o trabalho de um médium dentro de um
terreiro e também para proteção do mesmo fora do terreiro ou casa
espírita.


                          Guias de Trabalho.

    As guias de trabalho, são de uso exclusivo para dentro do
terreiro, nos dias de gira, nos dias de festas, nos dias de batismo,
entre as outras coisas feitas dentro da casa umbandista.

    Elas devem ser feitas de acordo com os Orixás do ori do médium,
de acordo com o pedido de alguma Entidade da coroa do médium, nas
cores determinadas de cada Orixá ou Entidade, de contas leitosas para
a Umbanda, e cristal para o Candomblé. Como vamos nos frisar em
Umbanda, nossas colocações serão de acordo com as regras Umbandistas.

    As guias de trabalho devem ser firmadas, ou seja, elas terão no
ponto mais alto (parte inferior da cabeça, sendo encostado a nuca) uma
firma, que é uma peça feita com o mesmo material das contas
leitosas, sendo essa comprida e cilíndrica, onde deve ser terminado o
fechamento da guia, que ficará encostada a nuca do médium, quando for
utilizada a guia de trabalho.

    Essa guia de contas leitosas devem ter as cores indicadas de cada
Orixá da coroa do médium, sendo algumas de uma só cor, outras
bicolores ou na quantidade de cores conforme a necessidade de cada
Entidade de Luz.

    Essas guias também podem ser feitas com outros tipos de materiais,
dentro dos pedidos das Entidades trabalhadoras, sendo esses materiais
como contas de sementes (lágrimas de Nossa Senhora), cruzes e figas de
madeira, couro, palha. Tudo isso dentro da necessidade de cada
Entidade de Luz.

                         Guias de proteção.

    As guias de proteção são feitas a pedido de uma Entidade de Luz ou
pelo próprio médium ou consulente, para que possa ser usada dia a dia
para proteção nas ruas, contra assaltos, acidentes, inveja entre
outras coisas.

    Essas guias também são feitas da mesma forma das guias de
trabalho, porém não se é utilizado as firmas, e normalmente é feita
nas cores da quais a Entidade que foi solicitada a fazer se utiliza.
Podendo também ser feita nas cores dos Orixás da coroa do médium ou
consulente, assim como também com sementes (lágrimas de Nossa Senhora)
ou mesmo em couro.

                      Cores e Formas de Guias.

    As cores, como já foi dito vai de acordo com o Orixá da coroa do
Médium ou a Entidade que pediu. Abaixo vamos descrever algumas guias
da Umbanda.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS BRANCAS:

    Essa guia vibra a força de Pai Oxalá, normalmente todos os filhos
ao entrar para trabalhar em uma casa de Umbanda, já devem estar com a
guia de Oxalá. Mesmo sem saber quais são os Orixás de Ori, mesmo sem
ter desenvolvimento mediúnico, o médium já deverá estar usando a guia
branca. É a primeira guia da vida de um médium pela regra da Umbanda.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS VERMELHAS:

    É a Guia para vibração do Orixá Ogum, sendo ele o pai da coroa de
um médium. Ela normalmente é toda vermelha com firma da mesma cor,
podendo ser utilizada pequenas espadas de aço, para a simbologia desse
Orixá. Contudo isso não vai de acordo com a vontade do médium, e sim
pela determinação da Entidade que solicitou esses símbolos.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS MARRONS:

    São guias para os filhos de Xangô, elas normalmente são todas
marrons com firma da mesma cor, podendo também, em alguns casos ser
divididas em 3 marrons e uma branca. Também pode ser inserida o
símbolo de Xangô, que é o machado pequeno em aço, isso quando
determinado pela Entidade solicitante.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS VERDES:

    Essas guias são utilizadas normalmente pelos filhos de Oxossi,
sendo toda em contas verdes e firma também da mesma cor. Como nos
casos acima, também pode ser inseridos o símbolos desse Orixá, que
nesse caso pode ser um arco e flecha ou uma pequena flecha de aço.

    Essas guias verdes também podem ser utilizadas por Caboclos, sendo
da mesma forma as contas e a firma, porém em alguns casos podem
incluir outras cores nas contas, e também ´podem ser pedido dentes de
animais, penas, sementes, etc.
Da mesma forma também aos Boiadeiros, sendo que podem ser inclusos
pedaços de couro, olho de boi (semente), etc.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS BRANCAS E PRETAS:

    É utilizada nas guias dos filhos de Obaluaiê, sendo divididas
conforme a solicitação da Entidade, podendo ser uma branca e uma
preta, ou três brancas e três pretas ou mesmo sete brancas e sete
pretas, fechando com a firma branca raiada de preto. Pode ser
solicitado o uso de pequenas cruzes em aço, como simbologia desse
Orixá.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS AMARELAS E PRETAS:

    As guias bicolores em amarelo e preto em suas contas, são
utilizadas para médiuns filhos de Omulú, sendo também conforme
Obaluaiê, divididas de uma a uma, ou de três em três, ou também de
sete em sete contas intercaladas, com a firma preta raiada de amarelo.
E como o símbolo de Omulú é o mesmo de Obaluaiê, também pode ser
solicitado pequenas cruzes em aço, para ser colocado na guia, conforme
instrução da Entidade solicitante.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS AZUIS ANIL OU AZUIS CLARO:

    Essas guias são utilizadas para filhos de Oxum, sendo toda em azul
anil ou mesmo em azul claro, com firma da mesma cor das contas. A
diferença do azul claro ou do azul anil, vai depender da sequencia dos
outros Orixás da coroa do médium, e é determinado pela Entidade
solicitante. Poderá ser pedido pequenos corações de aço para a guia do
filho de Oxum, sendo essa a simbologia dessa Orixá.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS AZUIS CLARO:

    Essa guia é para os filhos de Iemanjá, ela deve ser feita toda em
azul claro, com a firma da mesma cor. Em alguns casos pode ser contas
azuis e brancas, com quantidade e separação determinada pela Entidade
solicitante. Nesse caso também se usa a firma azul claro. Como Iemanjá
e a Rainha do mar, mãe dos peixes, muitas vezes podem ser pedidas para
acrescentar na guia pequenos peixes em aço ou mesmo cavalos-marinhos,
também do mesmo material.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS AMARELAS:

    As guias com contas amarelas e firmas da mesma cor, são utilizadas
pelos filhos da Orixá Iansã. Elas devem ser  amarelas de um tom mais
claro, e podem ter, dentro da determinação da Entidade solicitante, o
símbolo dessa Orixá, que é o Raio (Eruexim, cabo de ferro ou cobre com
um rabo de cavalo).

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS ROXAS:

    Para os filhos de Nanã Buruquê se utiliza a guia com contas roxas,
sendo a firma da mesma cor. Em alguns raros casos pode ser solicitado
pela Entidade que instruiu a confecção da guia a ser utilizado uma
cópia miniatura de um Ibíri (um feixe de ramos de folhas de palmeira ,
com a ponta curvada enfeitada com pequeninos búzios).

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS ROSAS, OU ROSAS E AZUIS, OU AZUIS:

    Essa guia é bem particular, pois ela é a guia vibracional de
Entidades de Luz na fase infantil. São utilizadas na maioria dos
terreiros por todos os médiuns, principalmente nas festas de Ibeijada,
Erês, na comemoração do dia de Ibeijis.

    Elas podem ser toda de contas rosas com firma da mesma cor
(normalmente solicitada por uma criança do sexo feminino), ou
podem ser toda com contas em azul claro, sendo a firma na mesma
cor (normalmente quando solicitado por uma criança do sexo masculino).
Mas como tanto médiuns femininos quanto masculinos podem receber na
coroa meninos e meninas, é mais comum ser utilizada a guia bicolor nas
cores rosa e azul, sendo a firma rosa raiada de azul ou azul raiada de
rosa.

    Em alguns casos pode ser solicitado pela criança trabalhadora da
Umbanda uma diferenciação em sua guia, podendo ser com contas maiores
do que as normais, algumas utilizam bonequinhos, algum brinquedinho,
podem ser fechadas ao invés de firmas com contas acima do tamanho das
contas da guia, podem fazer várias diferenciações, tudo vai da vontade
e da precisão da Ibeijada.

GUIA COM FIRMA E CONTAS LEITOSAS PRETAS OU VERMELHAS E PRETAS:

    Essas guias são utilizadas para nossos compadres Exús e nossas
comadres Pombo Giras.

    Elas são formadas e confeccionadas conforme a solicitação dessas
Entidades de Luz, sendo feitas da seguinte maneira:

Exú: O Exú pode utilizar a guia preta quanto a vermelha e preta, tudo
dentro da linha e irradiação que ele trabalha.

    Sendo de contas pretas, a firma deve ser da mesma cor., e pode ser
utilizado, dentro da determinação da Entidade, pequenos tridentes de
aço, sendo esses tridentes retos, chamados de tridente masculino.
Pode também ser pedido pelo o Exú, pequenos punhais de aço.

    Eles podem ser divididos em três, sete ou até 21 tridentes ou
punhais na confecção da guia, tudo isso dentro da irradiação e
trabalho do Exú solicitante.

    Sendo de contas vermelhas e pretas, a firma pode ser preta, preta
raiada de vermelho, vermelha ou vermelha raiada de preto. Também se
pode ser utilizada pequenos tridentes ou punhais de aço, conforme
vimos acima.


Pombo Gira: Na linha das Pombo Giras, também podemos ver guias da
mesma forma dos Exús, sendo tanto Vermelha e preta quanto apenas
vermelha, e com firmas também da mesma forma dos Exús, podendo ter
como firmamento os punhais e tridentes em aço, só detalhando que os
tridentes no caso da Pombo Gira são tridentes curvos, os chamados
tridentes femininos.

    Essas colocações para as guias de Exús e Pombo Giras foram feitas
para um modo geral, podendo tranquilamente ser diferenciada por um ou
outro detalhe, como por exemplo a quantidade de contas de cada cor, ou
outro símbolo mais particular de cada Entidade (pois são milhares e
milhares de Exús e Pombos Giras diferentes).

GUIAS COM FIRMA E CONTAS VERMELHAS E BRANCAS.

    Essa guia é utilizada para nossos companheiros Malandros e
Malandras.

    Elas são bicolores em contas vermelhas e brancas, com
firma vermelha ou branca, podendo ser raiada ou não.

    As contas podem ser divididas em uma a uma, três em três, sete em
sete, vinte e uma a vinte uma, ou até mesmo uma quantidade maior de
uma cor e menor de outra, tudo dentro da determinação da Entidade de
Luz que determinou a fazer a guia para o médium.

    Raramente se vê uma guia dos Malandros com algum símbolo,
normalmente são apenas as contas vermelhas e brancas e a firma, mas em
pouquíssimos casos pode ser pedido para ser adicionado uma ou três
piriguaia (variedade de búzio) na guia.

GUIAS DE SEMENTES (LÁGRIMAS DE NOSSA SENHORA):

    Essas guias são muito utilizadas pela linha de Preto Velho, elas
são confeccionadas de acordo com a vontade e determinação da Entidade,
muitas vezes tem a aparência de um terço para orações. Podendo ela ter
figas de guiné ou de arruda nas divisões das sementes, normalmente não
tem firma, mas pode ter uma cruz em madeira na parte central inferior
da guia.

    Alguns Pretos Velhos podem fazer uns patuás para serem colocados
em determinadas guias de sementes, em pontos demonstrados por eles, e
esses patuás podem ter uma variedade de coisas, como figas, cruzes,
medalhas de anjos, orações, sementes, entre centenas de outras coisas
que a Entidade julgue ser necessário para auxiliar o médium na hora da
incorporação.

    Essas guias também podem ser pedidas por algum Caboclo, podendo
ela ser toda de semente e com uma firma da cor normalmente verde, ou
podem ter flechas, arcos ou lanças em aço, da mesma forma das guias em
contas verdes.

GUIAS DE COURO:

    Não muito vista nos terreiros de Umbanda, pois essa guia é
utilizada por médiuns trabalhadores que incorporam Boiadeiros, e por
muitas vezes o próprio Boiadeiro, se caso pedir uma guia, a pede de
contas verdes com apetrechos, conforme já foi dito antes.


    Todas as guias devem ser confeccionadas sempre por determinação da
Entidade trabalhadora da coroa do médium, ou por uma Entidade
incorporada ao responsável pelo terreiro no qual o médium faz parte.

    As guias podem ser utilizadas de uma forma tradicional, ou seja,
pendurada ao pescoço, com as firmas voltadas a nuca do médium, mas em
alguns casos podem ser determinado pelas Entidades a serem utilizadas
cruzada ao corpo, como por exemplo se iniciando do ombro esquerdo com
o término na parte lateral inferior direita do corpo (linha da
cintura), ou vice e versa.

    É importante dizer que em algumas casas tem como regra para cada
guia de Orixá ou Entidade de Luz um determinado número de contas ou
sementes, porém essa regra traz um problema aos médiuns, pois sendo
assim elas nunca ficam de acordo com o tamanho desejado, na maioria
das vezes ficam extremamente pequenas, e com isso atrapalha, pelo
incômodo que ela causa, a concentração do médium antes da
incorporação. Por isso o mais correto a fazer e manter uma regra
simples, todas as guias devem, ao serem colocadas devem ficar na
altura do umbigo do médium, pois assim não tem como ficar algo
incômodo independente da altura de cada um.

    As guias são o ponto de vibração entre a Entidade e o médium, elas
não são adornos ou enfeites. Use-as sempre por determinação da
Entidade e sempre dentro da linha de trabalho, nunca esquecendo que
guias de Umbanda são de Umbanda e de Candomblé são de Candomblé, não é
porque achou uma guia mais bonita que ela serve para sua coroa ou sua
vibração junto a Entidade.

    Respeite as guias, respeite sua coroa, respeite suas Entidades.

Carregar Guias No Pescoço É Muito Bonito, Difícil É Saber Respeitar O
Que Elas Representam. (Vô Tião)

Carlos de Ogum.





102 comentários:

Anônimo disse...

Essa foi realmente uma bela lição para nós umbandistas. Muito bem
colocado esse post, parabéns. Como sempre mostrando o que é realmente a
Umbanda. Sua benção.
Jussara Andrade

Aninha de Iemanjá disse...

Maravilhoso texto! informativo e explicativo.
Que eu possa ser sempre digna das guias que carrego comigo, seja as de trabalho, ou a de proteção.
É ali que está o que me move: minha fé!

Anônimo disse...

Mais uma aula de Umbanda de nosso querido Pai Carlos de Ogum. Muito obrigado. Axé. Denise Moura

Anônimo disse...

Eu fui levada pelos responsáveis do terreiro que trabalhava a fazer
guias de cristal para ser usadas na Umbanda, após ler esse post fiquei
com muitas duvidas sobre minhas guias. Decidi verificar com outros 3
Pais de Santo de Umbanda, e todos foram bem claros comigo, dizendo que
todas minhas guias para Umbanda estavam erradas. Portanto venho através
desse comentário agradecer essa extraordinária postagem, pois com ela
pude verificar esse erro grave. Muito Obrigado senhor Carlos de Ogum,
continue nos prestando essa ajuda de não ficarmos a mercê de pessoas
que nos fazem errar, achando que estamos acertando. Muito obrigado de
coração. Marinalva Sampaio.

Anônimo disse...

Aprendi demais com esse post. vemos tantas pessoas fazendo das guias apenas adereços. Parabéns pai Carlos. Giovanna Santana

Anônimo disse...

Belo texto, mais uma lição. Axé

Anônimo disse...

Mais uma bela aula. Obrigado Pai Carlos. Beijão com muito axé. ;)
Cristiane Moura.

Anônimo disse...

Belo ensinamento. Saravá

Anônimo disse...

As Guias tem um mistério encantador. Amei esse post que demonstra o
quanto temos que prestar atenção em não fazer delas apenas enfeites.
Parabéns. Fabíola.

Anônimo disse...

Meu Pai, minhas guias de trabalho foram pedidas por um Pai de Santo de
uma casa que trabalhei, estou em outra casa, onde pedi a mãe de santo
para confirmar se essas guias estavam certas. Ela me disse assim: "Se o
Pai de Santo falou tá falado". Eu fiquei em duvida, pois em minhas guias
tem uma mistura grande demais, tem guias com contas leitosas outtras em
cristal, e tem até guias com leitosas e cristal juntas. Agora fiquei com
receio de estarem erradas, e gostaria de sua orientação. Pediria que me
autorizasse a lhe enviar um email explicando uma a uma, e falando
também sobre minhas entidades. Desculpe esse pedido, mas por muito
tempo não encontrei alguém que me esclarecesse tão bem a Umbanda como o
senhor faz em seus textos. Agradeço imensamente. Rosane Magalhães.

Anônimo disse...

Obrigado por mais essa aula querido Carlos, sou sua fã. Catarina Gomes

Carlos de Ogum disse...

Querida amiga Rosane, com prazer poderei conversar com você para tentar esclarecer algo ou verificar possiveis enganos. Fique a vontade de nos enviar e-mail. O endereço é: umbanda.yorima.rj@hotmail.com

Muito Axé!

Anônimo disse...

Sensacional lição Pai Carlos. Obrigado precisava de algo assim para entender sobre as guias. Rosane.

Margot Pinho de Almeida disse...

Pai Carlos um determinado Pai de Santo dizendo estar incorporado com uma Entidade me disse que eu deveria fazer uma guia preta e vermelha, ir com ele a uma calunga pequena em um certo horario para que assim fosse cruzada essa guia. E só assim eu poderia começar a me desenvolver no terreiro. Isso tem coerencia? Acredito muito nas coisas que o senhor diz, caso tiver que ser assim me responda por gentileza. Um grande axé.

Maristela Andrade disse...

Entrei em um terreiro a um mes atras, a mãe lá mandou eu fazer uma guia preta e vermelha. Frisando que não tenho guia nenhuma. Eu achei estranho pois já vi diversas vezes que temos que começar com a guia branca. Lendo seu texto comprovei isso. Será que tem algo de errado na casa que eu estou frequentando?

Carlos de Ogum disse...

Cara Maristela, provavelmente não há nada de errado com o terreiro que você frequenta, mas sim com a médium que lhe disse isso.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Cara Margot, como muitas vezes eu disse, eu conheço muitos Pais de Santo e muitos Padrastos de médiuns. Infelizmente este seu não é um Pai de Santo. O que ele disse sobre essa guia não tem coerência alguma. A única guia que eu indicaria para você usar no início de um desenvolvimento mediúnico, é uma guia toda branca com firma branca que é a guia de Oxalá; que pode ser feita por você mesma e fechada por um Preto Velho ou Caboclo.

Axé!

Renatinha disse...

Pai, pediria a gentileza de me esclarecer algo. Comecei tem 3 meses em uma roça, trabalhamos com Umbanda, a mãe de lá disse que eu deveria fazer uma guia com 21 firmas de várias cores, e contas leitosas e cristais também de várias cores, até bem complicado em fazer. Eu achei algo bem exagerado e ainda não fiz. A mãe não disse o porque nem pra qual Entidade, apenas disse faça. O senhor acha que devo fazer? Usar? Obrigado.

Carlos de Ogum disse...

Cara Renatinha, a guia que se deve usar quando iniciamos na Umbanda é a guia de Oxalá toda em contas branca e uma firma da mesma cor. As demais serão suas Entidades que irão pedir.

Axé!

Ingrid Fonseca disse...

Pai Carlos, após ler esse seu texto fiquei pensando sobre minhas guias
de trabalho. Estou em um terreiro a 2 anos, nunca coloquei uma guia
branca de Oxalá, mas tenho 23 guias, até o momento, guias essas mandadas
a serem usadas pela mãe da casa. Sendo essas guias todas iguais a todos
os médiuns do terreiro, sendo que alguns filhos tem mais tempo lá e com
isso mais guias. Tem gente que tem que dividir as guias por dia de
trabalho, pois se colocarem todas, não conseguem andar. Essas guias,
como disse, não são determinadas pelas Entidades de cada médium,
independe de Orixás de coroa, apenas mandam usar, e são os responsáveis
pela casa que fazem essas guias, e pasme meu pai, eles cobram por cada
uma delas. Dizem que nós não podemos fazer, não podemos chegar com elas
no terreiro, nem usar se não forem feitas por eles. Mas cobram entre 100
a 250 reais por cada guia que eles ordenam que usemos. E tem cada guia
extremamente fora das regras do que li aqui. Uma mistura de contas
leitosas com cristais, patuás, firmamentos, arcos, flechas, tridentes,
onde eu não acho que deveria ter. Quanto mais pendure e cai, mais caro
fica. Um amigo nosso da casa, estava la a quase 7 anos, foi mandado usar
uma guia toda trabalhada na vaidade, e essa custaria a bagatela de 350
reais, por ser especial, assim como disseram, nosso amigo desempregado,
saiu do terreiro. Pai, estamos fazendo papel de idiotas não é? Será que
precisamos dessas guias realmente? Só um detalhe, quando algum filho sai
da casa, as guias tem que ficar na casa, então pagamos apenas pela
temporada de uso, não é nosso realmente. Da uma luz ai Pai, estou
falando em meu nome e de mais 16 pessoas, que eu mostrei esse texto
maravilhoso. Aguardamos resposta. Grande axé, muita luz, e muito
obrigado.

Carlos de Ogum disse...

Cara Ingrid, infelizmente vocês estão sendo iludidos e induzidos a errarem grandiosamente pelos responsáveis dessa casa. De forma nenhuma isso é correto. A dica seria que procurassem uma casa com responsáveis honestos para que pudessem desenvolver a mediunidade corretamente, sem essa vaidade, sem essa extorsão, pois dessa forma infelizmente não estão fazendo parte de uma religião, e sim de uma mafia comandada por um grupo de mal caráteres.
Saiam dessa casa rapidamente.

Axé!

Anônimo disse...

Gostaria de saber qual a diferença entre as guias feitas com uma cor de cada, ou duas ou três cores de cada. Exemplo: a entidade pede para uma pessoa fazer uma guia com duas miçangas brancas e duas vermelhas e para outra pessoa pede de três em três.

Anônimo disse...

Adorei esse texto; Aula para mim que sou iniciante. Pablo

Unknown disse...

Olá Boa noite. bom eu fui a um terreiro só 2 vezes e na segunda foi em uma reunião e. Me pediram pra ir lá para fazer uma guia, mais eu achava qué e só medium que usa não é? e por que já me falaram que tenho uma certa mediunidade mais nunca acreditei nisso. me falaram que é uma guia para proteção. isso nao significa que sou medium ne? pq não tenho vontade de iniciar nad.. acho bonito de ver em um terreiro, mais sou medrosa e tudo isso me assusta um pouco

Anônimo disse...

Devemos ter muito cuidado com as guias para que elas não se tornem algo de vaidade. Esse texto foi excelente. Gabriel

Carlos de Ogum disse...

Cara anônima, todos nós somos Médiuns, uns com mais sensibilidade outros com menos. Mas todos somos. Sobre a Guia, se falaram para usar fora do terreiro é de proteção, não se usa guias de trabalho fora de uma casa espirita ou em algum lugar que será feitos assentamentos para trabalhos. Se falaram que é de proteção não tem problema algum.

Axé

Anônimo disse...

Maravilhosa explicação. Adorei esse texto. Pat Fonseca

Estella Guedes Mansur disse...

Pai Carlos, tenho uma filha de 9 anos, fui a uma gira em um terreiro com ela, uma médium que estava incorporada com um Ere me chamou abriu a bolsinha dela e pegou uma guia rosa e azul, disse que era para minha filha usar para proteção,. Peguei a guia e antes de minha filha usar vim aqui perguntar o senhor se poderia. Agradeço a resposta.

Carlos de Ogum disse...

Cara Estella, caso você desejar e sua filha não se importar de usar a guia de proteção de Ibeijada, não há problema algum. Pode ter certeza que foi dada com muito carinho a ela.Oni.

eliane santos disse...

Ando passando muito mal pois onde trabalho é muito carregado .minha preta velha pediu pra fazer uma guia de proteção com cores branca amarela e preta . Gostaria de saber o significado

Anônimo disse...

Muito bom texto. Aprendi demais. Axé

Anônimo disse...

Bom dia,fui em um centro de umbanda e a me deram várias guias,algumas de peças transparentes e outras não.E estava lendo que as transparentes são de candomble e as leitosas umbanda.Agora fiquei na dúvida.Na mesma casa podem ter dos dois tipos?

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), não! Isso é vaidade de médium. Na Umbanda são sempre leitosas e no Candomblé cristais.

Axé!

Rosanny Freitas mãe de Julliene Freitas disse...

Pai Carlos de Ogum gostaria de um esclarecimento, tenho uma filha de 1 mês e meio, e fui a um Pai de Santo que trabalha aqui perto para rezar minha menina. Ele disse para eu fazer uma guia que caiba na minha filha com contas leitosas nas cores azul e rosa, e disse para eu levar la para ele benzer para minha filha usar como cordão. Eu fiquei um tanto na duvida, o senhor acha que isso pode?

Carlos de Ogum disse...

Cara Rosanny, sobre a guia de proteção, não há problema algum em ter junto à sua filha, mas aconselharia a ser utilizado próximo ou mesmo no berço que ela dorme, pendurada em alguma parte, pois se utilizar como cordão pode machucar ou até mesmo enforcar sua filha.

Axé!!!

Anônimo disse...

Bom dia, estou frequentando uma casa de umbanda onde todos os médiuns usam guias de cristal dessas encontradas normalmente nas casas de produtos religiosos. Está certo isso ou não tem problema usarem essas guias? um abraço

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), não! Não esta certo, pois na Umbanda são utilizadas apenas contas leitosas; cristais são normalmente utilizadas no Candomblé.

Axé!

Espanhol de Umbanda disse...

Seu texto deveria ser lido por muitos pais de santo que fazem seus filhos misturarem as contas e simbolos num emaranhado de coisas que ficamos ate perdidos. Isso nao e guia e doideira. Vou levar esse texto a meu pai de santo.

Gilvan Santiago disse...

Amigo Carlos de Ogum, me foi pedido por um Caboclo no qual eu incorporo para trabalhos em um terreiro, uma guia de contas leitosas verdes (7), vermelhas (7) e brancas (3), te juro que não fui eu que disse isso, e o menino que é cambono da casa anotou tudinho assim. Tenho medo de influenciar, mas sei quando não estou muito bem no trabalho, só que dessa vez estava totalmente virado no Caboclo, será que poderia fazer essa guia dessa forma, ou devo esperar um pouco mais? Agradeço a atenção.

Carlos de Ogum disse...

Caro Gilvan, acredito que seu Caboclo tenha dado exatamente a guia que ele pretendia. Aconselharia a fazer da forma que foi dito, pedir para ser fechada pelo seu Pai de Santo ou pelo seu próprio Caboclo, e a utilizar conforme as regras Umbandistas.

Axé!

Rosemary Castro disse...

Caro Pai Carlos, sou oriunda do Kardecismo e relutei muito a entrar na umbanda, mas me apaixonei quando entendi A beleza e a representação dos rituais. Acabei de entrar
Uma casa onde peguei minha primeira guia, lavada em cachoeira por mim mesma. É a primeira a se usar que é a guia da casa em questão. Leitosa porém de oito cores. Essa informação da branca de oxalá me confundiu. Pode ser esta da casa? Ainda não participei de nenhum desenvolvimento mediúnicos com ela, farei a primeira gira no próximo sabado. Você é do RJ? Estou fazendo aqui. Obrigada

Carlos de Ogum disse...

Cara Rosemary, a normalidade em terreiros de umbanda é utilizar a guia branca por ser de Oxalá por ser pai dos orixás e de todas as cabeças. Em algumas casas se usa a guia do mentor da casa para todos os médiuns, quando esse fato ocorre é pedido duas guias, a branca de oxalá e a do mentor da casa (independente de cores). Mas isso vai das regras de casa para casa. Eu diria a você se caso desejar poderia usar a guia do mentor da sua casa e a de cor branca, mesmo que essa branca fique por baixo da roupa de santo. Paz e Axé!

Anônimo disse...

Boa tarde irmãos! Estou com uma dúvida: as guias devem ser pedidas pelas entidades, ou posso usar por exemplo a de 7 linhas, ou as entidades que recebo? ( preto velho, criança, caboclo) ? E como saber qual meu orixá de cabeça ? Muito obrigada

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), as guias só devem ser usadas após pedidas pelas Entidades de Luz. E para saber os Orixás de coroa, se deve ser jogados búzio com um jogador preparado e honesto.

Axé!

Paulo Araújo disse...

Eu curtir o post,muito bom e instrutivo.

Anônimo disse...

Que texto ótimo! Obrigada por dividir seus conhecimentos com responsabilidade e franqueza. Já li muitos textos de muitas outras paginas e no entanto aqui é o primeiro lugar que resolvi comentar, senti credibilidade em vc.
Eu frequento um centro há quase um ano como iniciante (em desenvolvimento) e no entanto nunca me pediram nada, não uso guia nenhuma. Devo fazer a minha guia de Oxalá mesmo sem me pedirem? Outra pergunta: Sinto vibrações mas não incorporo nenhuma entidade. No meu centro não há reuniões de desenvolvimento, simplesmente vamos às sessões quinzenais normais abertas à assistência e só. Não tenho orientação nenhuma de ninguém em momento algum... Na casa há bons médiuns, mas acho que todos já chegaram prontos lá pois o dirigente não assiste seus filhos. Isto é correto? É a melhor forma de eu começar? Deveria procurar outra casa? ou fazer meu desenvolvimento por conta própria ? Estou um pouco perdida, as vezes penso que não tenho nada a contribuir dentro de um centro, já que não consegui trabalhar ainda neste um ano. Me oriente, por favor?
Gratidão mais uma vez por seus ensinamentos.
Andrea.

Carlos de Ogum disse...

Cara Andrea, muitas casas tem vários tipos de regras diferentes; mas a normalidade entre as casas é sempre que o médium que entre para trabalho, tenha sua guia de Oxalá. Quando isso não ocorre, eu aconselho sempre ao próprio médium fazer essa guia sendo fechada pelo Preto Velho mentor da casa. No caso de sentir vibrações e não ter incorporação; isso depende muito do tipo da sua mediunidade, pois mesmo em casas na qual o Zelador não tenha uma gira especifica para o desenvolvimento, este desenvolvimento para incorporação já está sendo feito pelas Entidades de Luz; o fato é que, com uma gira especifica, este desenvolvimento tende a ser mais rápido; porém, incorporar ou não, dependerá do seu tipo de mediunidade. Sobre você procurar outra casa, isso irá pelo seu livre arbítrio; e sobre fazer seu desenvolvimento por conta própria, não é possível, pois para isso já teremos que ter um Pai ou Mãe de Santo para tal, seguindo as regras do desenvolvimento. Sobre você achar que não está contribuindo por não estar com trabalho de incorporação, seria interessante não pensar dessa forma, pois a contribuição do médium não se faz apenas com os médiuns que incorporam; pois muitas vezes um trabalho em prol da caridade se faz acontecer com a simples presença do médium; a sua luz e seu tipo de mediunidade está contribuindo para o andamento da casa.

Paz e Axé!

Anônimo disse...

AXé,meu paizinho! E as guias de contas de TODAS AS CORES também valem para os ERÊS?
Obrigada,Paizinho...

Anônimo disse...

Obrigada pelo esclarecimento, Pai Carlos de Ogum! Continuaremos com essa troca aqui no blog, vc doando conhecimento e eu absorvendo e tirando duvidas.Vou seguir com as leituras aqui no seu blog e até a próxima. Obrigada mais uma vez!
Andrea

Renatinha Freire disse...

Olá pai Carlos, com muito prazer que venho aqui hoje comentar um fato da casa que eu frequento. Nós não tinhamos guias de Oxalá, nunca foi pedido pela nossa mãe de Santo, a querida Mãe Rosa de Iemanjá, porém levei essa questão a uma reunião da casa, e levei seu texto para poder ler a todos meus irmãos de fé, ao mostrar os fatos, nossa Mãe Rosa entendeu que realmente deveriamos ter a guia de Oxalá. E agora todos nós temos. Nossa casa fica no interior de SP em Aguaí, Terreiro Pai José. Agradeço pela luz a nossa casa. Saravá

Aparecida Maria Peixoto disse...

Amei esse texto. Obrigado, minhas guias estavam todas erradas.

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), pode sim ser utilizado uma guia toda colorida, isto vai depender da vontade do Erê.

Axé!

Anônimo disse...

Ola sou adelia sou médium e tenho três guias de protecao sendo uma verde do meu pai oxossi e uma preta com vermelha e a outra toda vermelha posso usar as três juntas ou nao

Carlos de Ogum disse...

Cara Adelia, sendo Guia de Proteção, provavelmente foi uma Entidade de Luz que recomendou que fossem usadas essas guias. Sendo assim, se as Entidades, ou a Entidade que as recomendou não disse nada ao contrário, não há problema algum em utilizá-las juntas.

Axé!

Anônimo disse...

Olá sou umbandista tambem só tenho uma guia a branca de oxalá não sei se irei ganhar mais alguma outra ,essa que eu tenho ganhei de uma entidade criança de nome cidinha eu não trabalho eu somente estava assistindo
Pergunta:oque você fez para ganhar outras guias ? E porque tenho uma mas não trabalho

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), a guia que você ganhou não é uma guia de trabalho e sim de proteção. Os médiuns trabalhadores não ganham guias, essas guias são pedidas pelas Entidades que trabalham na coroa desse médium. Para que essas Entidades peçam essas guias, se deve fazer parte de um terreiro de Umbanda, fazer o desenvolvimento mediúnico e espiritual e a cada necessidade da Entidade, se é pedido uma guia de trabalho. Portanto, só para lembrar, as guias não são enfeites; não se deve usá-las por vaidade.

Axé!

Everton disse...

Ola Pai Carlos estou usando uma guia de Preto Velho para proteção com firma,mas não sou medium tem algum problema em usa la Obrigado Everton

Carlos de Ogum disse...

Caro Everton, todas as guias com firma devem ser usadas dentro do terreiro apenas, independente de quem usá-las trabalhar no centro ou não. As de proteção para serem usadas fora do terreiro não devem ter firma.

Axé!

KARLA CORREA disse...

Boa tarde!
Recebi orientação em consulta para utilizar uma guia de proteção da cor branca, está tudo de acordo com o que li neste post, porém fiquei com uma dúvida, posso utilizar a guia no pescoço solta, ou tenho que dar voltas nela.
Li em uma outra matéria que tenho que tirar a guia para fazer determinadas coisas, isso procede?

Aguardo , obrigada

Carlos de Ogum disse...

Cara Karla, a guia de proteção, se não foi determinada pela Entidade um modo especifico de ser usada; você pode usá-la como preferir. No caso de retirar ela para fazer alguma coisa, aconselharia na hora do banho ou na hora de alguma intimidade.

Axé!

Anônimo disse...

Ganhei minha primeira guia (de Oxum) de presente de um caboclo (Xango), mas meu orixá é Ogum, queria saber se tudo bem eu usar uma guia que não seja do meu Orixá

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), a coroa de um médium é formada por três Orixás. Para saber se pode ou não usar essa guia, você teria que saber a sua Mãe de cabeça e seu Terceiro Santo também. E essa sua guia, ela é de proteção ou de trabalho!? Se for de proteção, não há problema algum; se for de trabalho, deverá ver qual os outros Orixás de coroa.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), sendo uma guia de proteção, mesmo sendo de Oxum, poderá ser usada sem problema. Porém, se for uma guia de trabalho, não deveria ser usada.

Axé!

Hugo Moraes von der Heyde disse...

Caro Carlos de Ogum.
Boa tarde, sempre recebi a guia azul leitosa de iemanjá.
Esta noite sonhei que recebi de uma Mãe de Santo uma guia preta e amarela.
Em alguns lugares li que seria Exú de Iansã e em outros que seria guia de Omululú. Poderia me esclarecer esta dúvida?
Grato.
Axé!

Anônimo disse...

Guias com "bolas" amarelas intercaladas por "tracos" pretos, o que significam?

Kleber Tattoo disse...

Bom dia sua bênção qual a finalidade da guia de sete linhas com sete fios de contas e a de exu tbm com sete fios de contas ? E uma entidade chamada pai luis me pediu para fazer uma tbm de fios mas com lagrimas de nossa senhora com as firmas de madeira e uma cabaça pendurada so que a mae de santo alegou que eu ate poderia fazer mas nao poderia utilizar nas giras mas nunca me explicou o real motivo te agradeço se poder me tirar essa duvida ..

Carlos de Ogum disse...

Caro Hugo, a guia preta e amarela corresponde as cores firmadas do Orixá Omulú; sendo assim, não tem nenhuma ligação com Exu de Iansã.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), esses "traços" seriam o que? Firmas? Ou seriam traços diretos na miçanga?

Carlos de Ogum disse...

Caro Kleber, sobre a guia de 7 linhas, depende das cores em que essas contas são confeccionadas. Normalmente, elas devem ser nas cores de Oxalá, Ogum, Xangô, Oxossi, Iemanjá, Ibeiji e Yorimá.
As de Exu com 7 fios de conta, vai depender de qual Exu passou, qual a finalidade e quais as cores.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Caro Kleber, cada casa tem suas regras. Se caso a Mãe do Terreiro disse que não poderia usar, somente ela poderá responder o porquê.

Axé!

Anônimo disse...

Boa noite,
na penúltima vez que fui a casa que frequento me foi pedido que no proxima trabalho levasse uma guia branca para cruzar, eu levei a guia ontem para ser cruzada, e falaram que era para eu carregar ela comigo, mas como vi você falando que só é pedido para ser feita a guia quando se é médium eu fiquei confusa, você poderia me esclarecer.

Raquel

Anônimo disse...

Boa tarde Carlos. Pela primeira vez, a entidade pediu para eu firmar uma guia com pedrinhas brancas, que é a primeira na caminhada pelo que pude ler aqui. Porem, a cor da pedra que vai firmar / fechar a guia é verde. O que isso significa? Obrigado.

Carlos de Ogum disse...

Cara Raquel, se for uma guia com firma; só deve ser utilizada em trabalhos dentro do Terreiro, se for uma guia sem firma pode ser usada em seu dia a dia pois seria de proteção. E no caso de ser médium, todos somos, sendo uns com mais sensibilidade e outros menos, porém todos somos.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), isso depende de qual Entidade lhe pediu isso, a Entidade do Zelador da casa ou a Entidade de sua coroa. Se for a do Zelador, em algumas casas se faz a guia branca finalizada com as cores do mentor da casa. Se for sua Entidade é porque está demonstrando a linha que essa Entidade vem, normalmente quem pede assim é o mentor da coroa.

Axé

Anônimo disse...

Bom dia,

Estou em desenvolvimento em um terreiro e a entidade com quem desenvolvo (o médium que me ajuda no meu desenvolvimento) me pediu uma guia para meu baba de ori (xangô). Ainda não tenho uma guia para minhas entidades (caboclo, preto velho, etc.), e aí está minha dúvida: muitas pessoas recebem as guias para suas entidades antes de receber para seus orixás de frente. Sabe me dizer porque isso aconteceu? Se existe alguma necessidade para usar essa guia primeiro ou se não terei guias para "minhas" entidades?

Obrigada! Axe!

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), a determinação dentro da Umbanda é que seja utilizada como primeira guia a branca, sendo essa a guia de Oxalá. Depois de um jogo de búzios com uma pessoa preparada e honesta, para ser visto o seu Pai, Mãe e Terceiro Santo de Coroa; podendo ai ser utilizado as guias dos Orixás de Coroa. Após o seu desenvolvimento mediúnico, e quando esteja preparado(a) para uma incorporação segura, a Entidade que venha incorporar, riscará o ponto, dará o nome e a irradiação, para que o Zelador da casa faça a confirmação. E ai sim a própria Entidade pedirá a guia de trabalho.

Axé!

Anônimo disse...

Muito obrigado. Esclarecedor.

Anônimo disse...

Bom dia Carlos. Recebi minha guia de Oxalá e ja firmei. Perguntei se era para usa-lá apenas no centro , em dias de gira. Como no aqui , a instrução é que se usa apenas nesses dias. O médium me informou depois que posso utiliza-lá no dia a dia. Realmente posso ? Abraços e ótima semana.

Anônimo disse...

Boa noite Carlos. As Guias de Oxala podem ser usados fora do centro? Perguntei ao medium depois da gira e ele me disse que nao havia problema, pois havia sido firmada. Muitos carregam a guia branca de Oxala, conforme ele me disse, em bolsas, no pescoco, tambem para protecao. Fico no aguardo e agradeco pela resposta e ensinamentos - Guilherme

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), se for uma guia com firma se deve usar apenas nas Giras, porém se ela não tiver firma e for somente de proteção poderá ser usada dia a dia. Observe na amarração da guia se tem uma firma, tendo é apenas para trabalho.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Caro Guilherme, se for uma guia com firma não poderá, pois elas são para os trabalhos de dentro do terreiro. Porém se for sem a firma ela é apenas de proteção, sendo assim poderia ser usada fora do terreiro. As firmas são as contas em forma de cilindro, de tamanho maior que as contas redondas, e ficam na parte em que se fecha a guia, observe se tem ela, tendo é para trabalho e não de proteção.

Axé!

Anônimo disse...

Obrigado Carlos. Ela têm formato cilíndrico e maior quê as contas leitosas. Ela fica também na parte em que foi fechada. Ou seja, não devo usa-la no dia a dia. Obrigado pela orientação. Axé

Anônimo disse...

gostaria de saber o que significa branco e vermelho para uma malandra a maria navalha

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), são as cores da irradiação de todos os Malandros!

Axé!

Débora disse...

Boa tarde Pai Carlos...
Me tira uma dúvida, gostaria de presentear um Boiadeiro com uma guia, confeccionei ela em amarelo e preto, essa é a cor correta?
Obrigada
Débora

Carlos de Ogum disse...

Cara Débora, aconselharia você a dar outro tipo de presente ao Boiadeiro, pois as guias não são presentes. Caso ele desejar alguma, ele mesmo irá pedir nas Cores de trabalho dele.

Axé!

DANIELA OLIVEIRA DA ROSA disse...

Olá.. recebi uma guia quando fiz o fechamento de corpo, guia toda rosa. Sou filha de Iansã e Xangô, e ninguém da casa que frequento vi com uma guia toda rosa.. Fiquei curiosa! Poderia me dizer sua impressão sobre isso?

Carlos de Ogum disse...

Cara Daniela, sua resposta foi enviada pelo e-mail.

Axé!

MATHEUS SOUZA disse...

MEU PAI OXALÁ ABENÇOE, OTIMAS LIÇÕES E ENSINAMENTOS NESSE BLOG. A SUA BENÇÃO. EPA AXÉ.

Anônimo disse...

olá. gostaria de saber o que acontece com as guias de um babá que faleceu.

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), na maioria dos casos, se é despachada no mar ou em rios com correnteza, sendo que essas guias devem ser abertas e retiradas todas as contas do fio. Em outros casos, podem ser despachadas de acordo com a Entidade Mentora que ficar responsável pela casa, podendo ser essa Entidade da Mãe Pequena ou do Pai Pequeno.

Axé!

Anônimo disse...

Uma informação encontraram uma guia ou colar nas cores azul e preto na entrada do lado direito da minha propriedade e as coisas não ando bem morre animais estão saudáveis no outro dia estão fracos e morrem acontece com cão galinha vacas carneiros todos animais que e' criado gostaria se poder me dar obrigado

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), retire a Guia de dentro de sua propriedade. Faça uma roda de sal grosso onde estava a guia. Nessa roda acenda uma vela branca, faça mais 3 rodas do lado direito da primeira roda e mais 3 do lado esquerdo. Após ter acendido a vela branca acenda dentro das outras rodas as seguintes velas. Esquerdo, Preta, Traçada preta e vermelha, traçada branca e vermelha. Do lado direito: vermelho, amarelo, verde. Faça a oração que desejar do lado direito pedindo a Ogum, aos Boiadeiros e Oxossi que limpem aquela parte direita, e do lado esquerdo peça aos Exus, Pombo Giras e a legião de Malandros que levem para longe qualquer mazela para a sua família e suas terras e animais. Faça com fé.

Axé!

Anônimo disse...

Pai Carlos, sou nova na umbanda,onde eu frequentava o pai de santo da casa falou que meu orixa de cabeça é Oxum, depois de ter confeccionado a guia branca de Oxalá ele me pediu para comprar as contas e firma azul, sendo a firma leitosa e as contas de cristais azul vivo...gostaria de saber se isso esta certo? A casa fechou e fiquei sem saber como seguir daqui p frente...havia 3 meses que estava na casa e ja estava em desenvolvimento de incorporação, recebendo preta velha, baiana,pomba gira exu e minha orixa,por favor poderia me esclarecer, me sinto perdida.obrigada Fabiana

Carlos de Ogum disse...

Cara Fabiana, acredito que seu Zelador de Santo deve ter jogado os Búzios para falar sobre sua Orixá de coroa, caso não tenha feito, recomendaria a não se apegar a nada mais do que foi dito. Se caso ele jogou, certamente dentro da Umbanda foi esquecido de lhe dizer que não se usa contas de cristal, essas somente são usadas no Candomblé. Quando você discriminou as Entidades recebidas, você mencionou sua Orixá, porém, dentro da Umbanda não se recebe Orixá, podendo esse ser o falangeiro do Orixá. Acredito que você não foi bem instruída, eu evitaria essa guia.
Axé!

Fabiana Baptista Monteiro disse...

Obrigada por me esclarecer sobre este assunto,tenho mtas dúvidas, gostaria de saber se posso lhe enviar um email contando minha trajetória para que vc possa me orientar, obrigada mto axé

Carlos de Ogum disse...

Cara Fabiana, como respondido em um outro post, fique a vontade para entrar em contato conosco através do e-mail: umbanda.yorima.rj@hotmail.com

Axé!

Mônica disse...

Sou filha de iansã com ogum que cor de guia devo usar.
Axé

Anônimo disse...

Gostaria de saber, uma vez que a pessoa esta umbanda,vai que a pessoa quer sair, tem alguma burocracia, verdade que uma vez dentro nao se pode mais sair?

marcio rodrigo disse...

Pai carlos , trabalho a mutio tempo na umbanda como mediun de incorporação, e tenho uma duvida , trabalho com exu meia noite e depois de anos me pediu guia e capa...........mas a guia com 123 contas preta e brancas com fecho preto e uma representação de calunga ao centro dela .....e a capa tambem preta e branca ...pode isso?

Carlos de Ogum disse...

Caro(a) anônimo(a), nao existe dentro da Umbanda essa tal burocracia que mencionou. A Umbanda respeita o livre arbítrio das pessoas, não a obrigando à nada. Quem prega que um filho não pode sair da Umbanda são os Zeladores de Santo gananciosos, que usam da religião como profissão e tendo medo de perder seus fiéis.

Axé!

Carlos de Ogum disse...

Caro Márcio, pelo que você disse e pelo tempo que você disse que está na Umbanda, acredito que seja um médium já desenvolvido. Caso for, se você não estiver mistificando e se o Exu da sua coroa mostrou e pediu esse tipo de guia, é porque ele necessita dela. Seria leviandade de minha parte discordar de algo de um Exu incorporado à um médium desenvolvido, caso esteja realmente desenvolvido.

Axé!

Postar um comentário

 
;