quinta-feira, 20 de abril de 2017

Curimba, fonte de forças e energias na Umbanda

         

**********************************************************************
Ah, como é lindo o batuque do Tambor.
Ah, como é lindo o batuque do Tambor,
na Umbanda linda de Nosso Senhor.
Na Umbanda linda de Nosso Senhor.

É a mensagem que enaltece os Orixás.
É a oração que elevo ao senhor.
É a vibração que nos faz incorporar.
Sem batuque na umbanda
não se pode trabalhar.

Eu não sabia, mas agora aprendi,
que o canto faz a gira de Umbanda,
quem canta, encanta a vida dos Orixás,
é uma benção, divina que emana muita paz.
**********************************************************************

    A Curimba na Umbanda

    Quem nunca se e emocionou?

    Quem nunca ficou extasiado só em ouvir as canções melódicas, o som
dos Atabaques, o ritmo das palmas, o sentir das vibrações que emana no
ambiente ao tocar e ao cantar da Curimba.

    É algo que realmente encanta todos os umbandistas e a todos que
buscam na Umbanda uma forma de entrar em contato, de se religar a
Deus.

    A Curimba é a nomenclatura dada ao grupo responsável pelos cantos
e os toques sagrados dentro de um Terreiro de Umbanda.

    Os toques, como já falamos anteriormente em outra oportunidade em
nosso blog, são os sons envolventes que emanam vibrações, e esses
toques vem dos sagrados Atabaques, e esse texto poderemos ler nesse
link abaixo:

Atabaque, Instrumento Sagrado da Umbanda.

    A Curimba também se consiste dos cantos sagrados, e esses cantos
se expandem em muitas partes do ritual umbandista.

    Esses pontos cantados juntamente com os toques dos Atabaques são
de extrema importância desde o iniciar da Gira, assim como seu
decorrer e seu final. Por esse motivo devem ser bem esclarecidos,
fundamentados e entendidos por todos os filhos da casa e no máximo
possível pela assistência ou consulentes.

    Devemos entender que várias são as importantes funções que os
pontos cantados tem, entre várias temos a ritualística e o auxílio a
concentração dos médiuns.

    Falaremos um pouco dessas duas funções destacadas acima, para
melhor compreensão de suas importâncias.

FUNÇÃO RITUALÍSTICA:

    Essa é uma função muito importante, pois é a função onde se é
marcado através dos pontos todas as partes do ritual da casa. E nessa
marcação temos um conjunto de pontos, como a de abertura da Gira, o
de cruzamento da casa, a de defumação, o de bater cabeça para o Gongá
ou para o Zelador de Santo, podendo também em algumas casas, as
funções ritualísticas de fazer a firmeza da Casa das Almas e da Casa de Exú.

AUXÍLIO DA CONCENTRAÇÃO DOS MÉDIUNS:

    Na função de auxílio na concentração dos médiuns, os toques assim
como os cantos envolvem de uma forma expressiva a mente dos médiuns,
não a deixando desviar ao verdadeiro propósito do trabalho espiritual
de caridade. E além disso, a batida dos Atabaques induz ao cérebro do
médium a emitir ondas cerebrais diferenciadas do dito padrão comum,
facilitando grandiosamente o transe mediúnico, deixando assim que o
médium desenvolvido seja muito mais receptivo a chegada de Entidades
Mentoras e trabalhadoras em sua coroa (cabeça).

    E isso acontece de uma forma bem explicável, pois falando agora de
uma forma de linha espiritual, os pontos cantados, quando vibrados de
coração e com boa intenção, atuam diretamente nos chacras superiores,
principalmente o cardíaco, laringe e a parte frontal ativando-os de
uma forma natural e melhorando intensamente a sintonia com a
espiritualidade superior, enquanto o som dos toques dos Atabaques
atuam nos chacras inferiores conhecidos como esplênico e umbilical, e
criam condições ideais para a prática da mediunidade de incorporação.

    Temos também que esclarecer a importância da Curimba para a
limpeza de todo ambiente do Terreiro, pois as ondas energéticas
sonoras emitidas pela Curimba, de forma divina vão tomando todo o
Centro de Umbanda, e assim vão dissolvendo formas energéticas de
possíveis pensamentos negativos, energias pesadas tanto da parte dos
médiuns quanto da assistência  ou consulentes, essas energias são
capturadas e diluídas, e são conhecidas como miasmas, larvas astrais,
e assim limpam e criam toda uma atmosfera psíquica com condições
ideais para os trabalhos espirituais de caridade.

    A Curimba se transforma em um verdadeiro polo irradiador de
energia dentro do Terreiro, potencializando muito mais as vibrações
divinas dos Orixás e das Entidades de Luz.

    Os pontos cantados são verdadeiras orações, orações essas que
podemos determinar como grandiosos poderes de magia espiritualista, e
tem um enorme poder de realização, pois é um fundamento extremamente
sagrado e divino.

    A Curimba também pode ser vista como uma grandiosa manutenção da
ordem dentro de um Terreiro e nos seus trabalhos espirituais, pois é
através desses pontos cantados que temos as chamadas das linhas de
Entidades de Luz, assim como também na dita subida desses Guias, e
além disso temos também as vibrações nos pontos cantados para as
firmezas e e saudações a essas Entidades de Luz.

    Frisando que não é a Curimba que traz as Entidades de Luz ao
Terreiro; muitas pessoas pregam que as Entidades são chamadas pelos
pontos cantados e o som do Atabaque, porém isso é uma inverdade; toda
a vibração das Entidades trabalhadoras já se encontram no espaço
físico espiritual do Terreiro, antes mesmo do começo dos trabalhos da
casa. Então devemos entender que a Curimba não tem essa função ou
colocação, e se caso um Ogã ou Curimbeiro disser que pode trazer ou
mandar uma Entidade retornar, é pura vaidade de um médium não
preparado para estar em local de destaque na Curimba. Portanto a
Curimba não é a força vibratória que traz e leva as Entidades ao bem
querer de Ogãs e Curimbeiros, a Curimba funciona como a vibração
sustentadora de uma Gira de um Terreiro, a limpadora de maus
pensamentos e sentimentos de encarnados, e o que realmente invoca as
Entidades de Luz são nossos bons pensamentos e sentimentos positivos
vibrados em direção de todo ambiente do Terreiro. Certamente ao
cantarmos os pontos expressamos esses sentimentos, porém somente o
amor aos Orixás e as Entidades de Luz a verdadeira invocação de
Umbanda.


    Salve a nossa amada Umbanda!

    Salve a Curimba!



Carlos de Ogum

28 comentários:

Aninha de Iemanjá disse...

"Já abri minha Jurema, já abri meu Juremá. Com a força dos nossos guias e do meu Pai Oxalá..."

Amo demais ser curimbeira! Os pontos são orações que aquecem o espírito daqueles que cantam e dos que ouvem a saudação aos nossos amados Orixás e Entidades de Luz.

Saravá a Curimba!

Maria Amélia disse...

Adoro o som da corimba, muito lindo

Pedro de Ogum disse...

Maravilha pai falar dos corimbeiros é falar da Umbanda em si.

Emilia gata disse...

Adoro os pontos e o som do atabaque. Obrigado pelo texto.

Marcos de Ogum disse...

Eu estou me preparando para a corimba. Adorei ter falado dela

Reinaldo de Xangô disse...

Salve a corimba e os corimbeiros.

Tatiana disse...

Pai Carlos sou de Santa Cruz da Serra, poderia eu ser filha de seu
terreiro e participar da corimba?

Anônimo disse...

Amo a corimba pai da a sensação de estar nas nuvens.

Jamille Couto Ramos disse...

Sem corimba não da né. Eu amo de verdade as canções.

Karina Meneses disse...

Abençoado seja os corimbeiros que nos trazem a paz nos pontos.

Verinha disse...

Lindo demais pai. Essa de falar da corimba me deixou muito feliz.

Anônimo disse...

Amigo Carlos de Ogum, abençoado seja você por mostrar a importância
da corimba para nossas casas e terreiros. Muitas pessoas não mostram
interesse pelos corimbeiros porém são eles que mostram a verdadeira
caridade. Parabéns irmão de fé. Mãe Maria de Oxum.

Anônimo disse...

Salve pai, muito bom texto da corimba.

Daiana Fonseca Dias disse...

Eu amo amo amo a corimba assim como amo amo amo esse blog.

Anônimo disse...

Saravá a corimba e corimbeiros.

Sara Peçanha disse...

Quero ser corimbeira, me ajuda a ser pai?

Carlos de Ogum disse...

Cara Tatiana, nossas portas estarão sempre abertas para pessoas as pessoas caridosas.

Axé!

Luciene Moura disse...

Fico até emocionada com esses dizeres sobre a corimba. Eu amo demais.

João Mendonça disse...

Corimba minha vida minha missão na Umbanda. Saravá.

Anônimo disse...

Estou na corimba a 2 anos pai e me sinto realizada. Adoro.

Olga Mariza disse...

Saravá a corimba e salve os corimbeiros.

Mariléia disse...

Abençoado seja os corimbeiros que Deus sempre os ilumine muito.

Flavinha Flor disse...

Axé paizinho. Eu canto muito lindinho, se eu for em sua casa vou
mostrar eu acho que posso ser corimbeira.

Beatriz Amora disse...

Amém salve saravá os corumbeiros.

Ana Lúcia disse...

Salve a corimba de Umbanda.

Anônimo disse...

Coisa mais linda a corimba. Me arrepia todinha.

Laila Marinho disse...

Corimba linda corimbeiros maravilhosos. Salve

Anônimo disse...

Maravilhoso texto salve. Amanda

Postar um comentário

 
;